Sob chuva, Mirassol e Oeste ficam no empate por 1 a 1

Debaixo de muita chuva, que formou várias poços d'água no gramado do estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, a equipe da casa e o Oeste empataram por 1 a 1, neste sábado, pela 11.ª rodada do Campeonato Paulista. O resultado foi injusto pelo maior volume do time da casa, que chegou à quinta partida sem vitória, ficando com 11 pontos, em 14.º lugar. O Oeste, com 13, ocupa a 12.ª posição.

AE, Agencia Estado

27 de fevereiro de 2010 | 22h35

O lance curioso do jogo é que Ricardo Bueno empatou o placar aos 41 minutos do segundo tempo, numa cobrança de pênalti, se tornando o artilheiro do Paulistão, com oito gols. Mas, na comemoração, ele deixou o campo e acabou expulso pelo árbitro, pois já tinha recebido, anteriormente, o cartão amarelo.

"Acho isso uma grande injustiça porque o gol é uma felicidade imensa e o jogador não pode comemorar com sua torcida. Não provoquei ninguém, mas sai de campo e o juiz achou melhor me expulsar", lamentou Bueno, emprestado ao Oeste pelo Grêmio, de Porto Alegre.

E o primeiro gol saiu, justamente, por interferência direta do mau tempo. Aos seis minutos, Éder cobrou falta pelo alto da área. O experiente goleiro Neneca ignorou a bola escorregadia e tentou fazer a defesa, mas se deu mal. Ele não agarrou a bola, que caiu no pé esquerdo de Evando, que bateu de primeira.

VEJA TAMBÉM:
lista PAULISTÃO - Mais sobre a competição
PAULISTÃO - lista Tabela | tabela Classsificação
O próprio Evando perdeu uma chance incrível de ampliar, aos 38 minutos, quando tinha o gol vazio, mas chutou para fora. O Oeste não mostrou força ofensiva para chegar à igualdade.

No segundo tempo, apesar da maior disposição do visitante, o Mirassol continuou criando boas chances para ampliar. Mas acabou castigado no final do jogo, aos 40 minutos, quando o zagueiro Bruno Perone exagerou no ombro e cometeu pênalti sobre Rivaldo. Na cobrança, Ricardo Bueno cobrou bem, tirando o goleiro Renê do lance e empatando.

Na próxima quarta-feira, pela 12.ª rodada, o Mirassol vai enfrentar o Monte Azul, a partir das 15 horas, em Monte Azul Paulista. À noite, a partir das 21h50, o Oeste recebe o São Paulo, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.

MIRASSOL 1 x 1 OESTE

Mirassol - Renê; Bruno Perone, Douglas e Tiago Alencar; Bosco (Eliseu), Diogo Orlando, Gérson, Éder (Pablo Escobar) e Anderson Paim; Lins (Robert) e Evando. Técnico: Pintado.

Oeste - Neneca; Paulo Miranda, Adriano e Cris; Adriano Ferreira (Wilton Goiano), Dionísio, Rivaldo, Kleber (Gláucio) e Fernandinho; Ricardo Bueno e Mazinho (Ricardinho). Técnico: João Ricardo.

Gols - Evando, aos 6 minutos do primeiro tempo; Ricardo Bueno (pênalti), aos 41 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Tiago Alencar, Gérson e Eder (Mirassol); Paulo Miranda, Dionísio e Kleber (Oeste).

Cartões vermelhos - Bruno Perone (Mirassol); Ricardo Bueno (Oeste).

Árbitro - Claudinei Forati Silva.

Renda - R$ 8.540,00.

Público - 882 pagantes.

Local - Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoMirassolOeste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.