Red Bull Brasil/Facebook
Red Bull Brasil/Facebook

Sob forte calor, Red Bull Brasil e São Bento jogam mal e empatam sem gols

Partida ruim acaba com o placar de 0 a 0 em Campinas

Estadão Conteúdo

03 Março 2018 | 19h50

Em jogo de poucas oportunidades, o Red Bull Brasil empatou sem gols com o São Bento no estádio Moisés Lucarelli. O forte calor neste sábado à tarde atrapalhou o primeiro tempo em Campinas e manteve o placar inalterado pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista.

Com os dois clubes brigando diretamente por uma vaga nas quartas de final, o resultado pode atrapalhar os planos nesta reta final da primeira fase. Com 14 pontos, o São Bento é o vice-líder e ainda está vivo no Grupo C, mas depende de outros resultados para saber o seu futuro. O Red Bull Brasil aparece com 12 pontos no Grupo D e segue fora da zona de classificação.

O calor foi um adversário em comum para os dois times. Com céu aberto e sensação térmica de 30.º C, o Red Bull sentiu dificuldade para se impor dentro de casa. Por outro lado, o São Bento apostou na entrada de Everaldo pela esquerda para usar a velocidade nas pontas. Lucas Crispim caía pelo outro lado. Com isso, aos poucos, o time de Sorocaba conseguiu criar as primeiras oportunidades de gol.

Com 27 minutos, Diogo Oliveira arriscou uma jogada individual pela direita, abriu espaço e bateu cruzado, exigindo a defesa de Júlio César. No rebote, Lúcio Flávio chegou a balanças as redes, mas a arbitragem invalidou o gol porque o jogador estava impedido. Em resposta, no lance seguinte, André Castro recebeu na ponta e cruzou no segundo pau para David. O atacante cabeceou firme, mas a bola tocou no travessão e saiu pela linha de fundo.

O Red Bull voltou com uma postura diferente no segundo tempo, fechando os espaços do adversário e controlando a posse de bola. Paulo Roberto Santos sentiu a queda de rendimento do São Bento e propôs algumas mudanças: inseriu mais velocidade no contragolpe com Léo Itaperuna no lugar de Lúcio Flávio e qualificou o meio de campo com Celsinho no lugar de Diogo Oliveira.

Em cobrança de falta para o Red Bull, a bola viajou até a segunda trave e encontrou Anderson Marques aos 27 minutos. O zagueiro subiu com liberdade e tentou testar no contrapé de Rodrigo Viana, mas acabou jogando para fora. Em resposta, aos 34 minutos, Lucas Crispim arriscou uma jogada individual, cortou para o meio e bateu forte, mas ela saiu por cima da mata de Júlio César, muito próxima ao travessão e a partida permaneceu sem gols.

Na terça-feira, às 19h15, o São Bento recebe o Ituano no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela 11.ª e penúltima rodada da primeira fase. Já o Red Bull Brasil joga apenas na quinta-feira, novamente em Campinas, desta vez contra a Ponte Preta, também no estádio Moisés Lucarelli, às 21h30.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRASIL 0 X 0 SÃO BENTO

RED BULL BRASIL - Júlio Cesar; Éverton Silva, Tiago Alves, Anderson Marques e Breno Lopes; André Castro, João Denoni (Doriva) e Éder Luis; Deivid (Thomaz), Claudinho e Ricardo Bueno (Edmilson). Técnico: Ricardo Catalã.

SÃO BENTO - Rodrigo Viana; Régis Souza, Luizão, João Paulo e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, Diogo Oliveira (Celsinho) e Maicon Souza; Lucas Crispim, Everaldo (Cássio) e Lúcio Flávio (Léo Itaperuna). Técnico: Paulo Roberto Santos.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Tiago Alves e Anderson Marques (Red Bull Brasil); Luizão (São Bento).

RENDA - R$ 2.495,00.

PÚBLICO - 636 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Mais conteúdo sobre:
Red Bull Brasil Campeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.