Javier Cebollada / EFE
Javier Cebollada / EFE

Sob neblina, Atlético de Madrid bate lanterna e se aproxima do líder Barcelona

Equipe da capital espanhola torce para que time catalão não vença o Leganés no complemento da rodada

Redação, Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2019 | 20h01

Time que menos perdeu até agora no Campeonato Espanhol - somente uma derrota -, o Atlético de Madrid não quis desperdiçar a chance de enfrentar o lanterna para seguir na luta pelo título. Neste sábado, mesmo fora de casa, pela 20.ª rodada, o clube comandado pelo técnico argentino Diego Simeone derrotou o Huesca por 3 a 0, sob forte neblina, e se aproximou do líder Barcelona, que entrará em campo neste domingo.

A vitória deste sábado levou o Atlético de Madrid aos 41 pontos, agora apenas dois a menos que o Barcelona, que vai receber o Leganés, no estádio Nou Camp, em Barcelona. Além disso, manteve uma boa distância para a terceira colocação, que pertence neste momento ao Real Madrid com 36 pontos após bater o Sevilla, quarto com 33, neste sábado, em Madri.

A neblina atrapalhou bastante o jogo e o Atlético de Madri teve dificuldades de se adaptar a isso no primeiro tempo. Mesmo assim, conseguiu abrir o placar com o gol de Lucas Hernández, aos 31 minutos. Depois do intervalo, as coisas ficaram mais tranquilas com o segundo, de Santiago Arias, logo aos sete. O atacante Koke, aos 26, fechou a vitória.

No outro jogo deste sábado, o Valencia ganhou de virada do Celta por 2 a 1, em Vigo. O resultado fez o time de Valência dar um salto na tabela de classificação - da 11.ª para a sétima colocação, com 26 pontos, ultrapassando de uma vez só Espanyol, Girona, Real Sociedad e Betis. No entanto, todos ainda jogarão nesta rodada.

Os gols do Valencia foram marcados no segundo tempo por Fernán Torres, aos 26 minutos, e pelo atacante brasileiro naturalizado espanhol Rodrigo Moreno, aos 39. O Celta havia aberto o placar na primeira etapa, aos 40, com Nestor Araujo. O time de Vigo permanece com 21 pontos na 17.ª colocação, muito perto da zona de rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.