Rodrigo Coca/Ag.Corinthians
Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

Sob olhar da diretoria, Sylvinho reorganiza a defesa corintiana para clássico contra o Palmeiras

Preocupado com as jogadas aéreas do rival, treinador quer evitar que a equipe sofra gol pelo quarto jogo consecutivo

Redação, Estadão Conteúdo

23 de setembro de 2021 | 14h59

Sylvinho sabe que não pode tropeçar no clássico contra o Palmeiras e vem se precavendo de todas as formas para o duelo deste sábado, na Neo Química Arena. Sob o olhar do presidente Duílio Monteiro Alves e do diretor de Futebol, Roberto Andrade, o técnico aprimorou o posicionamento defensivo do Corinthians para as jogadas aéreas do rival.

Desde a época em que era auxiliar no clube, Sylvinho levava jogadores defensivos à exaustão com trabalhos intensos de posicionamento defensivo. Depois de a equipe levar gols nos últimos três jogos, o técnico dedicou boa parte no trabalho técnico desta quinta-feira para reorganizar o setor.

O treinador utilizou campo reduzido para mostrar como quer que seus homens de trás se comportem no clássico e exigiu que os jogadores não deem espaços para os armadores palmeirenses. Roubar a bola e sair rápido nos contragolpes será uma das armas da equipe.

Depois, todos foram exigidos em bolas aéreas defensivas. Além de centroavante perigoso, seja Luiz Adriano ou Deyverson, o Palmeiras ainda conta com zagueiros e o volante Felipe Melo especialistas em bolas altas ofensivas. E Sylvinho quer neutralizar essa boa arma palmeirense.

O Corinthans não conseguiu somar uma vitória sequer nos últimos sete clássicos contraq o arquirrival e foi vazado nos últimos seis. Em 2021 já foram quatro encontros e nove gols sofridos. Sylvinho quer fechar a "casinha" confiante que o ataque fará ao menos um gol. Ganhar significa seguir bem no sonho de vaga à Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.