Sob pressão, São Paulo busca vaga na Libertadores

Dizer que a temporada são-paulina está em jogo nesta quinta-feira, às 22 horas, contra o Cruzeiro, é pouco. Na obrigação de vencer para ir às semifinais da Libertadores, o São Paulo entra pressionado por atuações pouco convincentes nas últimas partidas e o olhar desconfiado da torcida, que, mesmo assim, deve lotar o Morumbi - até a tarde desta quarta, mais de 45 mil ingressos tinham sido vendidos antecipadamente.

BRUNO DEIRO, Agencia Estado

18 de junho de 2009 | 08h10

A equipe do técnico Muricy Ramalho confia que pode apresentar muito mais para buscar o resultado diante do Cruzeiro e, assim, manter vivo o sonho do tetracampeonato da Libertadores. "A gente sabe que está devendo, temos de fazer mais", afirmou o meia Hernanes, citando os resultados recentes do São Paulo.

A formação que entrará em campo no Morumbi é um mistério. Muricy, que pouco apareceu nesta quarta no CT são-paulino, comandou um treino fechado e não falou com a imprensa. Nesta semana decisiva, inclusive, ele optou pelo silêncio para evitar polêmicas.

De qualquer maneira, dois retornos estão garantidos: o lateral direito Zé Luís, que cumpriu suspensão na última rodada do Campeonato Brasileiro, e o zagueiro Renato Silva, recuperado de contusão. No mais, Muricy não deve fugir muito do que tem feito até agora, apostando, principalmente, na dupla de ataque formada por Washington e Borges, ambos com boa média de gols nesta edição da Libertadores.

O treino desta quarta foi encerrado com cobranças de pênaltis, que podem decidir a vaga em caso de vitória do São Paulo por 2 a 1. A derrota por este mesmo placar em Belo Horizonte, no jogo de ida, obriga os são-paulinos a atacarem o Cruzeiro em busca de um triunfo no Morumbi.

Eliminado nas últimas três edições da Libertadores por equipes brasileiras (Internacional, Grêmio e Fluminense, respectivamente), o São Paulo tem a chance de acabar com essa incômoda sina. A seu favor, está o fato de jogar no Morumbi, palco em que desde a final de 1994 contra o Vélez Sarsfield, da Argentina, não é eliminado da competição continental.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.