Bruno Haddad / Cruzeiro
Bruno Haddad / Cruzeiro

Sob tensão, Cruzeiro faz duelo de desesperados com o Sampaio Corrêa na Série B

Ambas as equipes estão na zona de rebaixamento da competição com apenas 11 pontos ganhos

Redação, Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2020 | 09h13

Os times grandes costumam passar fácil pelo vexame da Série B, subindo com rodadas de antecedência. A vida do Cruzeiro, porém, não anda nada fácil na segunda divisão nacional. Tropeços em série, saída de jogadores, troca de comando e agora invasão da torcida à Toca da Raposa cobrando resultados positivos. Sob enorme tensão, o time faz o duelo de desesperados com o Sampaio Corrêa, às 18h30, no Mineirão, no fechamento da 14ª rodada.

Ambos estão na zona de rebaixamento, com somente 11 pontos e separados pelo número de vitórias, e nem um empate serve para deixarem a degola. A vitória é obrigação de ambos, sobretudo dos mineiros, que não admitem passar mais de um ano fora da elite.

Além de ter iniciado a competição com uma punição de seis pontos, o Cruzeiro tem contra si o fato de não conseguir embalar na Série B. O efeito gangorra é nítido. Após três triunfos seguidos nas rodadas iniciais, o time iniciou sequência grande de perde e ganha que irritou a torcida.

E culminou com as cenas grotescas da invasão ao CT na quarta-feira. A diretoria repudiou o ato e passou confiança ao elenco. Mas sabe que a equipe tem de render mais e sair das últimas colocações. "Um jogo de extrema importância para nós. Chegamos num momento da competição que passa a ser decisivo. A partir de agora nos jogos em casa é mais que obrigação o resultado positivo", afirmou o lateral-direito Daniel Guedes, ciente de não há mais espaço para desperdício de pontos no Mineirão.

Será o oitavo jogo como mandante do time, que ganhou apenas três em seu estádio, somando outras três derrotas e um empate. Até mesmo o desempenho com Ney Franco é frustrante. Cinco jogos e só 40% de aproveitamento.

O Cruzeiro tem 12 pontos de diferença para o quarto colocado Juventude e a meta é emplacar série de vitórias para voltar a sonhar não apenas com fuga do rebaixamento, mas a busca pelo acesso.

No Sampaio Corrêa a confiança está em alta. Após início só com derrotas, quatro em série, o time disparou e vem empolgado por sequência de recuperação impressionante. Feliz com a ascensão, o técnico Leonardo Condé garante que é bem possível para o Sampaio Corrêa somar um bom resultado no Mineirão. E o time ainda tem três jogos a menos, o que sugere posição melhor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.