Reprodução
Reprodução

Sob vaias no Mineirão, Inter empata sem gols com Cruzeiro

Partida marca a estreia do técnico Argel Fucks no Colorado

JOÃO PRATA, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2015 | 18h33

Cruzeiro e Internacional ficaram no empate sem gols neste domingo, no Mineirão, em duelo que marcou a estreia do técnico Argel Fucks pelo time colorado. O resultado é ruim para as duas equipes, mas é pior para Vanderlei Luxemburgo, que tem o cargo ameaçado no time mineiro.

Os torcedores cruzeirenses mantiveram os protestos feitos ao longo da semana e deixaram o estádio com vaias para a equipe, que fecha o primeiro turno na beira da zona do rebaixamento. É o 14º colocado, com 22 pontos, a três de entrar para a degola. Argel também não terá um caminho fácil no Internacional, que ainda não se encontrou desde a eliminação na Libertadores e está em 11º lugar, com 25 pontos.

A mau momento dos times na tabela do Brasileirão foi refletido em campo. O primeiro tempo teve raras chances de gol, com muitos passes errados e falta de criatividade. O Cruzeiro, depois de perder para o Joinville por 3 a 0, mais uma vez veio a campo com uma equipe bastante modificada. Em 14 jogos, Luxemburgo ainda não repetiu a escalação da equipe.

O atacante Vinícius Araújo passou a etapa inicial isolado na frente, com Marquinhos e Alisson com dificuldades para armar as jogadas. No Inter, o técnico Argel Fucks iniciou os trabalhos preocupado em não levar gols. Formou um meio-campo com três volantes e deixou na frente Vitinho e Eduardo Sasha.

A primeira chance não tão clara de gol veio com o Cruzeiro, aos 24 minutos do primeiro tempo. Após troca de passes, Marquinhos recebeu de Mayke e chutou rasteiro. A bola cruzou a área, mas faltou um centroavante para empurrar para as redes.

Com apenas Valdívia responsável pela criação das jogadas, o Inter tinha dificuldades em chegar próximo da área. O Cruzeiro era ligeiramente melhor e teve mais uma chance aos 43. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Alisson, que chutou cruzado para fora.

Insatisfeito com o desempenho, Luxemburgo fez duas alterações no intervalo e deixou o time mais ofensivo. Entraram Marinho e o estreante argentino Ariel Cabral nas vagas de Marquinhos e Charles. Aos nove, o Cruzeiro quase abriu o marcador com um golaço. Vinícius Araújo viu Alisson adiantado e tentou encobri-lo. O goleiro se recuperou e mandou para escanteio.

Argel também tentou melhorar o setor ofensivo da equipe com as entradas de Rafael Moura e Taiberson nos lugares de Vitinho e Valdívia. A dupla entrou ligada e finalmente o time colorado assustou o adversário. Aos 22, Rafael Moura encontrou William na direita. Ele avançou em rápido contra-ataque e cruzou na segunda trave para Taiberson, que tocou para fora. Dez minutos depois, Taiberson cobrou escanteio e Rafael Moura desviou de cabeça com perigo.

O Cruzeiro, que ainda abusava dos passes errados e não conseguia entrar na área do adversário, conseguiu responder em lance individual de Alisson. Ele recebeu lateral pelo lado esquerdo, avançou e bateu de fora da área. A bola saiu à esquerda do gol de Fábio. A última chance da partida foi com o Inter. William cruzou, Sasha cabeceou, a bola bateu em Manoel e quase engana Fábio, que pegou no reflexo.

As duas equipes agora voltam a campo no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O Cruzeiro visita o Palmeiras na quarta-feira, às 22 horas, no Allianz Parque. O Inter recebe o Ituano na quinta-feira, às 19 horas, no Beira-Rio.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 0 INTERNACIONAL

CRUZEIRO - Fábio; Mayke, Paulo André, Manoel e Mena; Willians, Henrique, Charles (Ariel Cabral), Alisson e Marquinhos (Marinho); Vinícius Araújo (Leandro Damião). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

INTERNACIONAL - Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, Nico Freitas (Zé Mário) e Valdívia (Rafael Moura); Eduardo Sasha e Vitinho. Técnico: Argel Fucks.

CARTÕES AMARELOS - Geferson e William (Inter).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira.

RENDA - R$449.105,00.

PÚBLICO - 14.166 pessoas.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInterCruzeiroBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.