Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Sob vaias, Werley lamenta novo tropeço do Vasco: 'Tem muito para melhorar'

Equipe de São Januário caiu para o Atlético em casa por 2 a 1 e somou a segunda derrota seguida no Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

02 de maio de 2019 | 00h10

O zagueiro Werley não escondeu o sentimento de frustração com a segunda derrota consecutiva do Vasco no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, o clube cruzmaltino perdeu para o Atlético Mineiro pelo placar de 2 a 1, em São Januário. O resultado gerou inúmeras críticas por parte dos torcedores.

"Normal (as vaias). Dois jogos sem vencer. Torcida tem seu direito. Nos apoiaram durante o jogo todo, não tem o que reclamar. Tivemos oportunidades para virar a partida, infelizmente não conseguimos. O Chará foi feliz naquele chute. Agora vamos precisar juntar os cacos, secar a ferida e seguir trabalhando, pois tem muita coisa para melhorar", afirmou o zagueiro Werley.

De fato, a torcida do Vasco apoiou do início ao fim, exceção para os minutos finais do duelo. Os torcedores se juntaram em vaias e um dos principais alvos foi o presidente Alexandre Campello, que ainda não definiu o nome do novo treinador da equipe carioca, após a demissão de Alberto Valentim. Hoje, o comandante foi Marcos Valadares.

Eliminado da Copa do Brasil e vice-campeão estadual, o Vasco tenta conter o momento ruim para se recuperar no Campeonato Brasileiro. O time começou o torneio perdendo por 4 a 1 para o Athletico Paranaense e acabou derrotado para o Atlético-MG, por 2 a 1, nesta quarta.

O próximo compromisso do Vasco no Campeonato Brasileiro é neste sábado, às 19h, diante do Corinthians, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM), pela terceira rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.