Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Sóbis descarta favoritismo do Cruzeiro contra o Vasco: 'Aqui não tem soberba'

Time mineiro tem retrospecto recente positivo diante dos cariocas e vive bom momento na temporada, com três vitórias seguidas na competição

Estadão Conteúdo

05 Junho 2018 | 18h46

Titular nos últimos quatro jogos, o atacante Rafael Sóbis descartou favoritismo do Cruzeiro na partida contra o Vasco, marcada para esta quarta-feira, às 21h45, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, válida pela 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time mineiro tem retrospecto recente positivo diante dos cariocas e vive bom momento na temporada, com três vitórias seguidas na competição.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

"O Vasco tem uma camisa pesada, é um clube grande. Aqui não tem soberba, mostramos isso nesse último jogo contra o Ceará, último colocado. O time foi humilde, se defendeu, então aqui não tem favoritismo e vamos trabalhar para vencer o Vasco", garantiu. "O Cruzeiro só está ganhando porque está respeitando os adversários", justificou o atacante.

Adversários nesta quarta-feira, as equipes vivem momentos opostos. Enquanto o Cruzeiro é o vice-líder da competição nacional com 16 pontos, o Vasco foi derrotado no clássico contra o Botafogo e perdeu o técnico Zé Ricardo, que pediu demissão do cargo após o revés.

O Cruzeiro é responsável por parte da fase ruim do Vasco, já que ajudou a ampliar a crise no time cruzmaltino com a goleada por 4 a 0 que eliminou o time carioca da fase de grupos da Copa Libertadores. Por isso, o zagueiro Dedé acredita que o adversário carioca virá "mordido" para o duelo.

"Temos que estar ligados, muito concentrados e pensarmos no nosso time. Independente da dificuldade que eles (Vasco) estão passando, sabemos que eles vão vir mordidos, querendo a vitória", projetou o defensor cruzeirense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.