Gustavo Aleixo / Cruzeiro
Gustavo Aleixo / Cruzeiro

Sóbis explica gol do meio-campo: 'Sabia que o goleiro ficava adiantado'

Atacante teve percepção rápida e realizou um chute preciso para fechar a goleada do Cruzeiro sobre o Brasil de Pelotas

Redação, Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2020 | 00h00

A goleada do Cruzeiro sobre o Brasil de Pelotas, por 4 a 1, na noite deste sábado, no Mineirão, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, foi marcada pelo golaço marcado pelo experiente atacante Rafael Sóbis.

Aos 28 minutos do segundo tempo, ele aproveitou passe errado de Bruno Matias e, vendo o goleiro Rafael Martins adiantado, bateu praticamente da risca do meio-campo. O atacante revelou que essa possibilidade já havia sido conversada entre os jogadores do Cruzeiro.

"A gente já tinha conversado e visto vídeos que o goleiro gosta de ficar adiantado. Tive sorte de receber um passe mal dado deles e a felicidade de acertar um chute que, além de bonito, foi muito importante", disse Rafael Sobis sobre o golaço, chamado por muitos como "o gol que Pelé não fez".

Na estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1970, contra a então Checoslováquia, Pelé surpreendeu o goleiro adversário em chute do meio-campo e a bola passou raspando a trave.

Sobis também minimizou o fato de torcedores e do auxiliar de Luiz Felipe Scolari, Anselmo Sbragia, terem jogado sal grosso no gramado do Mineirão. O Cruzeiro não ganhava em casa há três partidas. "Sou gaúcho. Sal grosso para mim só serve para churrasco. Não me apego a isso, porque não fez nenhum gol para nós. Mas temos que respeitar. Cada um tem sua crença", finalizou Sóbis.

O atacante de 35 anos foi o grande destaque da goleada que colocou o Cruzeiro na 11.ª colocação da Série B, com 34 pontos. Além do golaço, Rafael Sóbis converteu pênalti no primeiro tempo e deu assistência para o primeiro gol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.