Sócio do Palmeiras ganha liminar

O sócio do Palmeiras Renato Recchi conseguiu nesta quarta-feira uma liminar na 1ª Vara Cível de Justiça anulando a determinação do Conselho de Sindicância do clube de suspendê-lo por 150 dias e a proibição de usar camisetas com slogans ligados à oposição nas dependências do Parque Antártica. A informação foi de Euro Bento Maciel Filho, um dos advogados do Movimento Muda Palmeiras. Recchi foi punido no dia 3 pelo Conselho de Sindicância após ter se recusado, no dia 26 de julho, a obedecer a ordem de um segurança de tirar a camiseta que vestia, a qual continha dizeres de apoio ao movimento Muda Palmeiras ? de oposição à gestão do atual presidente, Mustafá Contursi. O clube considerou que o associado havia desrespeitado três incisos do artigo 33 do Estatuto do clube descumprido a solicitação de um empregado do clube, estimulado a discórdia e participando de movimento que, indireta ou indiretamente, tinha por objetivo desmerecer ou dificultar os trabalhos da atual gestão. ?Agora o Renato não só vai poder voltar a freqüentar o clube como usar a camiseta do Muda Palmeiras?, observou Maciel Filho. Enquanto isso, o técnico Jair Picerni, que já havia levantado a hipótese de não escalar o volante Marcinho na partida contra o Vila Nova, sábado, disse que também pode poupar o goleiro Marcos na partida. Com isso, o técnico poderá entrar em campo com um time misto, pois mais da metade dos jogadores seriam reservas ? cinco atletas estão suspensos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.