Divulgação/Fluminense
Divulgação/Fluminense

Sócios do Fluminense aprovam antecipação da eleição presidencial

Embora pleito para definir o sucessor de Pedro Abad tenha sido antecipada, fim do próximo mandato está mantido para dezembro de 2022

Redação, Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2019 | 22h21

As próximas eleições presidenciais do Fluminense vão ocorrer antes da previsão inicial. Neste sábado, em Assembleia Geral Extraordinária realizada nas Laranjeiras, os sócios do clube aprovaram a antecipação do próximo pleito presidencial do clube carioca, que deverá ocorrer em março - antes, estavam previstas para o fim de 2019.

A proposta de alteração estatutária teve amplo apoio dos sócios que participaram. Foram 812 votos a favor, 179 contra e 3 nulos. O Fluminense, porém, conta com 10.501 sócios. "Na minha avaliação, a Assembleia foi bem conduzida, tudo muito calmo. A presença de sócios, se não é a mesma que tem em uma eleição tradicional, é muito perto de todas as Assembleias Gerais com objetivo de alterar o Estatuto", disse o presidente Pedro Abad.

Embora a eleição para definir o sucessor de Pedro Abad tenha sido antecipada, o fim do próximo mandato presidencial está mantido para dezembro de 2022, o que significa que o escolhido ficará por quase quatro anos à frente do clube.

Abad está desgastado com a crise política no Fluminense, tendo sido, inclusive, alvo de pedidos de impeachment. Ele se recusou a renunciar, mas agora deixará o comando do clube meses antes do previsto quando venceu a votação. E, com previsão de ocorrer em março, a eleição terá a sua data definida a partir da resolução de alguns trâmites burocráticos.

"A partir de agora, o presidente Pedro Abad vai tomar as providências que achar compatíveis com o que ficou decidido. Não temos como imaginar quanto tempo vai demorar para que sejam tomadas todas as providências. Temos que aguardar toda a tramitação burocrática. A ata do tabelião tem que ficar pronta, depois é necessário todas as providencias para registrar no órgão competente e aguardar todo o processo", afirmou Fernando Leite, presidente do Conselho Deliberativo do Fluminense.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.