Fernando Villar/EFE
Fernando Villar/EFE

Solari confirma presença de Benzema no Real Madrid e descarta cirurgia

Centroavante francês sofreu fratura em um dedo da mão direita e vem treinando com uma proteção no local

Redação, Estadão Conteúdo

18 Janeiro 2019 | 11h53

O Real Madrid deve contar com Karim Benzema no importante duelo com o Sevilla, neste sábado, no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol. O centroavante francês sofreu fratura em um dedo da mão direita e vem treinando com uma proteção no local. E, segundo o técnico Santiago Solari, não deverá passar por cirurgia, o que o forçaria a desfalcar a equipe.

"Ele tem uma lesão no dedo e acreditamos que não é um problema para desenvolver seu trabalho como jogador de futebol. Eu o vi bem e feliz que está conosco novamente. É certamente nossa referência no ataque e está jogando muito bem. Isso nos ajuda muito. Ele é muito generoso em seu futebol e em sua entrega", afirmou o treinador.

Solari também poderá contar com o goleiro Thibaut Courtois, que sofreu recentemente uma lesão na região do quadril, problema que o afastou do time em seus dois últimos compromissos. Mas o treinador evitou revelar se ele será titular ou se manterá Keylor Navas na posição. "A escalação darei amanhã (sábado), não hoje (sexta-feira). O Real Madrid tem muita sorte em ter os dois melhores goleiros do mundo", afirmou.

O Real Madrid inicia a 20ª rodada do Campeonato Espanhol em quarto lugar, com os mesmos 33 pontos do Sevilla, que está logo à frente na classificação por causa dos critérios de desempate. Assim, Solari apontou a importância do duelo e as dificuldades que o seu time deverá encontrar.

"Ganhar significaria continuar a tirar pontos dos que estão acima, mas para isso temos de fazer um excelente jogo frente ao Sevilla e, além dos esquemas, fazer o nosso trabalho, que é sair para vencer desde o primeiro minuto e ser dominante em casa. O Sevilla tem muitos pontos fortes e está jogando bem desde o início da temporada. O início, o contra-ataque, a pressão... Devemos fazer um grande jogo para superá-los", concluiu o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.