Chema Moya/AFP
Chema Moya/AFP

Solari diz crer que Sergio Ramos não forçou cartão contra o Ajax e minimiza caso

Técnico defende zagueiro em partida da Liga dos Campeões da Europa no meio de semana

Redação, Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2019 | 10h58

O técnico Santiago Solari defendeu o zagueiro Sergio Ramos da admissão feita pelo capitão do Real Madrid, de que teria forçado um cartão amarelo na última quarta-feira, contra o Ajax, pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Depois da repercussão, o jogador espanhol desmentiu a própria versão, mas a Uefa abriu investigação para apurar o caso.

"Parece-me que ação dele foi autoexplicativa, não precisa de mais repercussão", disse Solari neste sábado. Por causa da advertência, Sergio Ramos vai cumprir suspensão na partida de volta contra o Ajax, em Madri.

Solari negou que o zagueiro poderia tomar a mesma atitude neste domingo, contra o Girona, pela 24ª rodada do Campeonato Espanhol, uma vez que ele cumpriria suspensão contra o Levante e estaria livre para enfrentar o Barcelona. "Nunca pensamos em fazer algo do tipo, mas na partida seguinte. Devemos competir e ganhar", afirmou o argentino.

Diante da insistência em perguntas do tipo, Solari encerrou o assunto. "Não vou especular sobre sugestões. A respeito das explicações diferentes de Sergio, ele disse claramente que se referiu a forçar a falta. Respondeu a uma pergunta capciosa, mas já esclareceu", disse o treinador.

Neste domingo, Solari poderá contar com os retornos do atacante Mariano Díaz, que estava machucado, e do zagueiro Raphaël Varane, recuperado de gripe, enquanto Marcos Llorente, Isco e Modric, machucados, são as baixas para o duelo. O Real Madrid está em segundo lugar no torneio, com 45 pontos, seis a menos do que o Barcelona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.