Rodrigo Jimenez/EFE
Rodrigo Jimenez/EFE

Solari elogia versatilidade de Bale e dá receita contra críticas: 'Coma a grama'

Técnico interino do Real Madrid exalta qualidade da sua principal estrela antes do jogo contra o Celta de Vigo

Estadão Conteúdo

10 Novembro 2018 | 11h14

O técnico Santiago Solari se mostrou satisfeito com o desempenho do atacante Gareth Bale no Real Madrid. O treinador, que ainda não foi efetivado no cargo pelo clube espanhol, elogiou o esforço demonstrado pelo galês durante as partidas e destacou a versatilidade do jogador.

"Gosto do Bale em todas as partes do campo, ele tem condições de jogar pelo lado esquerdo, pelo lado direito e como atacante pelo meio, como fez na quarta-feira contra o Viktoria Plzen (vitória por 5 a 0, fora de casa, pela Liga dos Campeões). Também pode ser meia e até lateral-esquerdo, posição de origem dele", disse Solari em coletiva de imprensa neste sábado, em Madri, na véspera do confronto entre Real Madrid e Celta de Vigo.

Criticado pela imprensa espanhola nos últimos meses, Bale conta com o apoio de Solari."O que ele tem de fazer é comer o gramado sempre que estiver em campo, do jeito que fez contra o Viktoria Plzen, quando realizou uma grande partida", afirmou o treinador, mais uma vez citando a goleada aplicada em duelo pela Liga dos Campeões da Europa.

Quanto a Isco, que foi operado para se curar de uma apendicite, Solari disse que ainda no conta 100% com o jogador. "Sabemos da qualidade dele. Está treinando para ficar no melhor da forma. Saiu de uma cirurgia delicada e não é fácil se colocar totalmente pronto de novo, mas está trabalhando para isso", explicou.

Sobre Keylor Navas perder a posição de goleiro titular também na Liga dos Campeões da Europa, para que Thibaut Courtois jogue, Solari preferiu minimizar o caso. "Se nós dois conversamos ou não, isso é algo referente à nossa intimidade. Keylor é experiente, um homem forte, que vem se comportando perfeitamente. Está integrado conosco e é muito querido no vestiário", disse o argentino.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.