Giuseppe Cacace/AFP
Giuseppe Cacace/AFP

Solari promete que Real Madrid vai brigar por todos os títulos em 2019

Equipe madrilena faz o primeiro jogo do ano contra o Villarreal nesta quinta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

02 de janeiro de 2019 | 16h45

Campeão mundial em seu último compromisso em 2018, o Real Madrid voltará à ação nesta quinta-feira, quando terá pela frente o Villarreal, em compromisso que havia sido adiado da 17ª rodada do Campeonato Espanhol. Um triunfo colocará a equipe a cinco pontos do líder Barcelona e é encarado pelo técnico Santiago Solari como fundamental para as aspirações do time, que sonha com os títulos do Nacional, da Copa do Rei e da Liga dos Campeões da Europa.

"O futebol é competição, é dia a dia e a ilusão que se gera. O futebol está aberto. Você sempre pode falar sobre os jogadores que uma equipe tem, mas a competição é renovada toda semana e cada jogo é uma oportunidade para mostrar que alguém está preparado para encarar todos os compromissos. A competição é ilusão e está aberta à magia, não está fechada. Aquele que compete não tem medo de nada. Encaramos a Liga, a Copa e a Liga dos Campeões com o maior entusiasmo", afirmou o treinador.

O Real Madrid é o quarto colocado do Espanhol, com 29 pontos, e vai encarar um oponente que está em antepenúltimo lugar, na zona de rebaixamento. O time não poderá contar no duelo com o volante Marcos Llorente, que sofreu lesão muscular. Ele vai ser substituído pelo volante brasileiro Casemiro, que retoma a titularidade depois de ficar afastado da equipe por causa de um problema no tornozelo direito.

Assim, o time deverá entrar em campo no Estádio de La Cerámica com a seguinte formação: Courtois; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Casemiro, Kroos, Modric; Lucas Vázquez, Bale e Benzema.

Questionado na entrevista coletiva prévia ao confronto com o Villarreal se o Real Madrid vai buscar reforços na janela de transferências de janeiro, Solari desconversou. "Não tenho novidades, se tivesse, as contaria. Estamos com o foco na partida de amanhã e em começar o ano com a máxima humildade e compromisso", afirmou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.