AFP
AFP

Sonho antigo de Paulo Nobre, Cleiton Xavier está livre no mercado

Meia rescinde contrato com o Metalist, da Ucrânia, e pode assinar com qualquer equipe. Palmeiras e Cruzeiro estariam interessados

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

04 de fevereiro de 2015 | 10h21

Depois de cinco temporadas, o meia Cleiton Xavier acertou a rescisão de contrato com o Metalist Donetsk e está livre para negociar com qualquer clube. Ele tem boas chances de retornar ao futebol brasileiro após entrar na Justiça contra o clube ucraniano alegando atraso salarias e outras pendências contratuais. Cruzeiro e Palmeiras aparecem como favoritos para ficar com o atleta de 31 anos.

Cleiton Xavier é um sonho antigo do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. Antes mesmo de assumir a presidência, o dirigente nunca escondeu sua admiração pelo jogador, mas jamais conseguiu avançar em negociações porque os ucranianos pediam um alto valor para liberar o meia. O último pedido foi de R$ 18 milhões. Cleiton defendeu o time alviverde em 2009 e 2010 e até hoje mantém ligação com o clube. Nas férias, sempre aparece no CT para rever amigos.

O jogador chegou a entrar na Justiça contra o clube em 2013, mas retirou a ação e se tratou de uma lesão na Academia de Futebol. Para o acordo sair, o Palmeiras terá de agir rápido, já que tem até o dia 10 deste mês para inscrever jogadores no Campeonato Paulista. Caso contrário, ele chegaria apenas para a Copa do Brasil e poderia ser inscrito na segunda fase do torneio estadual.

Outro que está interessado no jogador é o Cruzeiro. O time mineiro procura um substituto à altura de Everton Ribeiro, negociado com o futebol ucraniano. A diretoria celeste chegou a sondar o atleta antes mesmo dele acertar a rescisão com o Metalist, mas também tinha dificuldades pelos valores da transação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.