Sorín brilha e Argentina vence a Angola por 2 a 0

Com uma boa apresentação do lateral-esquerdo Juan Pablo Sorín, a Argentina venceu a Angola por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Arechirr, em Salerno, na Itália. O jogo foi presenciado por apenas 4 mil pessoas. Esse foi o primeiro amistoso oficial que os sul-americanos fizeram desde a derrota para a Croácia, em março. Apesar do pedido dos torcedores argentinos, o atacante Carlitos Tevez, o meia-atacante Lionel Messi e o meia Pablo Aimar começaram o jogo no banco de reservas e entraram apenas no fim do segundo tempo. Os três estão voltando de lesão. A Argentina abriu o marcador aos 28 minutos do primeiro tempo. Sorín, que já atuou no Brasil pelo Cruzeiro, cruzou da esquerda e Maxi Rodríguez, sem marcação, bateu de primeira, sem chances para o goleiro João Ricardo. A equipe comandada pelo técnico José Pekerman ampliou a vantagem oito minutos depois. Em nova jogada de Sorín, o ala invadiu a área e tentou o cruzamento. A bola bateu em um zagueiro rival e encobriu João Ricardo. No Grupo C do Mundial, os argentinos farão a sua estréia na competição contra a Costa do Marfim, no dia 10 de junho, em Hamburgo. Antes, o time de Pekerman pega a Arábia Saudita, na próxima sexta, em amistoso que será realizado em território alemão. Gol brasileiro Também nesta terça-feira, a Tunísia superou a Bielo-Rússia por 3 a 0, no Estádio Sete de Novembro, em Túnis. Os europeus haviam superado a Inglaterra na semana passada. O time comandado pelo treinador francês Roger Lemerre chegou ao primeiro gol aos 35 minutos do primeiro tempo, com um pênalti convertido pelo meia Hamed Namouchi, natural de Cannes (FRA). Aos 3 minutos da etapa complementar, o atacante brasileiro Francileudo dos Santos fez bela jogada e chutou sem chances para o goleiro Khomutovsky. A equipe africana conseguiu ampliar aos 48, com o atacante Issam Jomaa. A Tunísia volta a fazer um amistoso no dia 7, contra o Iraque, em Schweinfurt, na Alemanha. O time de Lemerre estréia na Copa do Mundo uma semana depois, diante da Arábia Saudita, em Munique, pelo Grupo H.

Agencia Estado,

30 Maio 2006 | 18h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.