AFP/Alexey Nikolshy
AFP/Alexey Nikolshy

De Jules Rimet a Putin: relembre momentos históricos dos sorteios da Copa do Mundo

Definição das chaves para o Mundial do Catar acontece nesta sexta-feira, em Doha, às 13h (horário de Brasília)

AFP, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2022 | 12h02

Da mão inocente do neto de Jules Rimet em 1938 ao encontro de Vladimir Putin, Pelé Diego Maradona no sorteio do Mundial da Rússia, em 2018, passando pela falha mecânica em 1982, os sorteios da Copa do Mundo têm uma história rica de momentos para recordar. Não será diferente nesta sexta-feira, 1º de abril, quando ocorrerá a definição das chaves para a edição do Catar. O evento está marcado para às 13h (horário de Brasília), no Centro de Exposições e Convenções de Doha. A Copa do Mundo acontece entre 21 de novembro e 18 de dezembro. 

Confira a linha do tempo dos sorteios da Copa do Mundo

- 1930 (Uruguai): A primeira edição do torneio é realizada por convite, com 13 países. O sorteio é feito após a chegada de todas as equipes, apenas três dias antes do início da competição.

- 1938 (França): Em uma sala do Ministério das Relações Exteriores da França em Paris, um menino sobe em uma mesa para extrair os nomes das equipes de um grande vaso transparente. Essa 'mão inocente' é a do neto de Jules Rimet, presidente da Fifa e criador da Copa do Mundo.

- 1966 (Inglaterra): Antes desse Mundial, organizado pela primeira vez no país que inventou o futebol, o sorteio fez história ao ser transmitido pela primeira vez na televisão, a partir do Royal Garden Hotel, em Londres.

- 1974 (Alemanha): Desta vez a "mão inocente" foi a de um menino de 11 anos, escolhido entre os membros de um coral de Berlim. O acaso fez encaixar as duas Alemanhas (então com o país dividido) no mesmo grupo, uma história de bastante impacto com uma óbvia dimensão geopolítica.

- 1982 (Espanha): No Palácio de Congressos de Madrid, as bolas eram distribuídas numa espécie de tambores de máquina de lavar, que as misturavam. Houve um problema mecânico com um deles e isso causou muitos problemas. A Fifa decidiu voltar aos sorteios manuais.

- 1986 (Cidade do México, 1986): O sorteio foi realizado no estúdio da Televisa em San Ángel, decorado com elementos astecas. O motivo foi que esses estúdios resistiram ao terremoto que ocorreu quase três meses antes e danificaram os estúdios da Televisa em Chapultepec, inicialmente pensados. Uma das mãos inocentes foi a do menino Guillermo Cañedo, filho de Mónica Cañedo, que já havia desempenhado um papel semelhante no sorteio da Copa do Mundo de 1970 no México.

- 1989 (Itália, 1990): O sorteio de Roma marcou um antes e depois. Foi liderado pelo então secretário-geral da Fifa, Joseph Blatter, juntamente com a lendária atriz Sophia Loren. Teve também Luciano Pavarotti, Karl-Heinz Rummenigge, Bobby Moore, Pelé, Michel Platini... É considerado o primeiro dos "grandes espetáculos" nos sorteios da Copa do Mundo.

- 1993 (Estados Unidos, 1994): O Nevada Convention Center em Las Vegas estava lotado com 4.500 pessoas para um show com apresentações de James Brown, Rod Stewart e Stevie Wonder, entre outros. O mundo do cinema também esteve presente, com a atriz Faye Dunaway como apresentadora e o ator Robin Williams como um dos participantes do evento.

- 1997 (França, 1998): Um jogo de gala entre uma seleção da Europa e outra do resto do mundo (resultado: 2 a 0) foi organizado antes do sorteio, que aconteceu no estádio Velodrome, em Marselha. Havia 32 jogadores, um de cada país classificado, incluindo Ronaldo (Brasil) e Zidane (França), que se encontraram na final.

- 2005 (Alemanha, 2006): Os organizadores trouxeram personalidades de prestígio (Pelé, Lothar Matthäus, Roger Milla, Johan Cruyff) a Leipzig para um sorteio que teve a modelo Heidi Klum como mestre de cerimônias. A audiência televisiva bateu recordes, com 300 milhões de pessoas acompanhando o sorteio em quase 150 países.

- 2009 (África do Sul, 2010): Na Cidade do Cabo, foi a atriz Charlize Theron quem ajudou Jérôme Valcke, então secretário-geral da Fifa, a realizar o sorteio. A estrela de cinema sul-africana brincou no ensaio gritando "Irlanda!" em vez de "França", surpreendendo a todos.

"Foi apenas uma piada", explicou Valcke mais tarde. O motivo dessa referência à Irlanda foi a polêmica das semanas anteriores sobre o jogo em que os franceses eliminaram os irlandeses na repescagem graças a um gol em que Thierry Henry usou a mão parar marcar.

- 2013 (Brasil, 2014): O sorteio foi realizado na Costa do Sauípe, na Bahia. Foi repleto de momentos para recordar: uma homenagem ao ícone da luta anti-apartheid Nelson Mandela, falecido na véspera, um discurso da presidenta Dilma Rousseff anunciando a chegada da "Copa de todas as Copas" e a presença no palco de Pelé. O sorteio deixou Espanha e Holanda, finalistas da Copa do Mundo anterior, no mesmo grupo na primeira fase.

- 2017 (Rússia, 2018): O Palácio do Kremlin recebeu solenemente o sorteio da Copa do Mundo. O presidente russo, Vladimir Putin, esteve presente no evento. O apresentador do evento, o ex-jogador de futebol inglês Gary Lineker, usa uma pulseira de arco-íris durante o evento, rapidamente interpretada internacionalmente como uma demonstração de apoio à comunidade LGBT russa por uma lei contra a "propaganda homossexual" aprovada alguns anos antes na Rússia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.