Sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões acontece nesta sexta-feira

Times classificados para a próxima fase do torneio somam 23 títulos na competição

O Estado de S. Paulo

20 de março de 2014 | 18h11

NYON - Às 8h desta sexta-feira começará o aguardado sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões. Os oito times que continuam na briga pelo título são os que venceram os grupos na primeira fase da competição. E somam 23 títulos na principal competição europeia, a saber: nove do Real Madrid, cinco do Bayern de Munique, quatro do Barcelona, três do Manchester United, um do Chelsea e um do Borussia Dortmund. Só Atlético de Madrid (vice-campeão em 1974, derrotado pelo Bayern na final) e Paris Saint-Germain não tem a “orelhuda” (como é conhecida a taça do torneio) em suas galerias.

Tudo é possível no sorteio, porque não há mais restrição a que se enfrentem times do mesmo país. Assim, é possível, por exemplo, que as bolinhas coloquem frente a frente Barcelona e Real Madrid, Chelsea e Manchester United (que decidiram o título em 2008, com vitória dos Diabos Vermelhos) e Bayern de Munique e Borussia Dortmund (finalistas da edição passada). A ordem dos mandos de campo também será definida por sorteio.

Entre os dez primeiros colocados na última votação para o prêmio Fifa/Bola de Ouro, só haverá uma ausência: o italiano Pirlo, da Juventus, que ficou em nono lugar. Os outros estarão em campo: Cristiano Ronaldo, Messi, Ribéry, Ibrahimovic, Neymar, Xavi, Iniesta, Robben e Bale.

A competição  pode ter este o maior artilheiro em uma edição. Cristiano Ronaldo já marcou 13 gols, e está a apenas um de igualar a marca que é dividida por Messi e Altafini (o brasileiro Mazzola, que brilhou pelo Milan na década de 60). O português tem no mínimo os dois jogos das quartas para quebrar o recorde. E se o Real Madrid chegar à final, que será disputada dia 24 de maio em Lisboa, ele poderá fazer mais cinco partidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.