Sorteio dos grupos abre Liga dos Campeões: final será em Milão

Espanha é o primeiro país a ter cinco representantes no torneio

O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2015 | 07h00

O primeiro grande momento do futebol europeu nesta temporada está marcado esta quinta-feira em Montecarlo. Às 12h45 (horário de Brasília) serão sorteados os grupos para a primeira fase da Liga de Campeões, o torneio de clubes mais importante do continente. Os cinco últimos classificados foram definidos nesta quarta-feira no encerramento da última fase preliminar da competição: Manchester United, Bayer Leverkusen, CSKA Moscou, Astana e BATE Borisov.

Haverá quatro potes, com oito bolinhas cada um. A divisão das equipes foi feita de acordo com os critérios estabelecidos pela Uefa (União Europeia de Associações de Futebol).  Os cabeças de chave, por exemplo, não são mais determinados pela posição no ranking da entidade. 

Pela primeira vez os escolhidos são o atual campeão (Barcelona) e os vencedores dos sete principais campeonatos nacionais da Europa: Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália, Portugal, França e Rússia. Como o Barça também ganhou o Espanhol, o oitavo cabeça de chave passou a ser o PSV Eindhoven – campeão holandês, o oitavo melhor campeonato no ranking da Uefa.

Pela primeira vez na história o campeão da Liga Europa garantiu vaga na Liga dos Campeões. A honra coube ao Sevilla, o que faz da Espanha o primeiro país a ter cinco equipes na competição. Na primeira fase não pode haver dois representantes do mesmo país em nenhuma chave. A primeira rodada está marcada para os dias 15 e 16 de setembro, e a última para 8 e 9 de dezembro. Em fevereiro começam as oitavas de final.

A decisão do título será no dia 28 de maio em Milão, no Estádio San Siro. E não há chance de haver uma equipe da casa em campo, porque Milan e Inter não se classificaram para a competição. 

Na cerimônia desta quinta-feira, também serão sorteados os grupos da Liga Europa e anunciado o vencedor do prêmio de melhor jogador da Europa na temporada passada. Os finalistas são o argentino Messi, o uruguaio Luis Suárez (ambos do Barcelona) e o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Salvo uma enorme zebra, Messi colocará mais um troféu em sua prateleira.


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.