Jorge Saenz/AP
Jorge Saenz/AP

Libertadores 2020: brasileiros já conhecem possíveis adversários do torneio

Flamengo, atual campeão, Grêmio e Palmeiras ocupam o pote 1 e serão os únicos brasileiros cabeças de chave

Redação, Estadão Conteúdo

16 de dezembro de 2019 | 19h50
Atualizado 17 de dezembro de 2019 | 11h41

A Conmebol divulgou os ocupantes de cada pote para a composição dos grupos da Copa Libertadores de 2020, cujo sorteio acontece nesta terça-feira, no centro de convenções da entidade, em Luque, Paraguai. Flamengo, atual campeão, Grêmio e Palmeiras ocupam o pote 1 e serão os únicos brasileiros cabeças de chave da competição. Entenda como vai funcionar o sorteio clicando aqui.

Santos e São Paulo estão no pote 2 e podem cair nos grupos de River Plate, Boca Juniors, Olímpia, Nacional-URU e Peñarol, que serão os outros integrantes do pote 1. Campeão da Copa do Brasil, o Athletico Paranaense foi colocado no pote 3.

Clubes de um mesmo país não poderão ficar na mesma chave, com exceção dos times vindos dos confrontos preliminares. Ou seja, Corinthians e Internacional, caso se classifiquem na pré-Libertadores, podem integrar o mesmo grupo de outro brasileiro na sequência da competição.

Paulistas e gaúchos vão entram na segunda fase eliminatória. Corinthians e Internacional podem enfrentar rivais como Independiente Medellín-COL, Macará-EQU e Cerro Largo-URU, entre outros. Os quatro classificados dos confrontos preliminares foram colocados no pote 4 para o sorteio.

 


Já estão definidos 44 dos 47 clubes participantes da Libertadores de 2020 - há duas vagas a serem definidas na Bolívia (Bolívar e The Strongest estão confirmados) e uma no Chile (Colo-Colo, Palestino e Universidad Católica já se garantiram no torneio). Dos 47 times, seis vão começar na fase 1, que definirá três vagas para a fase 2 com outras 16 equipes. Em seguida, vão sobrar oito times para a fase 3, que finalmente definirá quatro classificados para a etapa de grupos. Ao todo, 28 clubes já estão classificados diretamente para a fase de grupos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.