Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

'Sou criticado por tudo. Essa encheção não é mais para mim', desabafa Neymar

Atacante do PSG rebateu comentários sobre suas atitudes durante a Copa e após a eliminação da seleção brasileira

O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2018 | 18h06

Depois de se manter em silêncio após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo da Rússia, Neymar resolveu falar sobre o assunto e respondeu às críticas que tem recebido a respeito de suas atitudes no decorrer da competição. Em evento que promoveu neste sábado na Praia Grande, no litoral de São Paulo, o craque do Paris Saint-Germain se defendeu e falou sobre a publicação polêmica nas redes sociais que fez após a derrota da seleção brasileira para a Bélgica, por 2 a 1, nas quartas de final do Mundial.

+ Diretor da Roma, Totti diz que negociação de Alisson foi 'irrecusável'

+ Seleção brasileira deverá ter novidades na primeira convocação pós-Copa do Mundo

+ Em primeira aparição pós-Copa, Neymar diz ver exagero em críticas

"Sou criticado por tudo. Pelo que eu falo e pelo que eu deixo de falar. Estou mais do que acostumado com isso", disse Neymar após a final do evento Neymar Jr's Five, competição de futebol de cinco. "Essa encheção de saco não é mais para mim, já passei por essa fase", completou.

Uma das principais críticas que o atacante ouviu foi sobre seu silêncio após a eliminação da seleção brasileira no Mundial, em São Petersburgo, onde acabou não concedendo entrevista para comentar a derrota para os belgas. O astro aproveitou a situação para se explicar. "Meu posicionamento foi depois de alguns dias, pois eu estava triste, estava tentando amenizar a minha dor", disse. "Eu tinha que ter meu tempo, tinha que voltar com a cabeça mais fresca, mais tranquila."

Neymar optou por quebrar o silêncio após o tropeço para a seleção belga por meio de seu Instagram, rede social onde publicou uma mensagem de decepção pelo resultado obtido. Na foto, o atacante chega a dizer, em determinado trecho da publicação, que é "difícil encontrar forças pra querer voltar a jogar futebol".

O jogador se explicou lembrando que usou as redes sociais frequentemente para se expressar ao longo da carreira. "Meu primeiro posicionamento foi por onde eu sempre me posicionei, por onde eu me sinto confortável. Quando eu saí do Santos, eu me posicionei no Instagram. Quando eu saí do Barcelona, eu me posicionei pelo Instagram", esclareceu.

Apesar do clima de desabafo na entrevista coletiva de Neymar, o evento no geral teve caráter festivo e contou com a presença de Daniel Alves, companheiro de PSG e amigo pessoal do craque. O atacante aproveitou para tirar fotos, distribuir autógrafos e exaltou a importância de seu instituto. "Fico feliz de poder ajudar muitas crianças carentes, eu não tive esta oportunidade. Fico muito feliz de estar recebendo todo mundo", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.