Ricardo Moraes / Reuters
Ricardo Moraes / Reuters

Southampton anuncia contratação de zagueiro da seleção da Dinamarca

Clube aposta em Jannik Vestegaard para substituir Van Dijk, que saiu do clube para o Liverpool em janeiro de 2018

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 10h30

O Southampton anunciou nesta sexta-feira a contratação do zagueiro dinamarquês Jannik Vestergaard, que jogou as últimas duas temporadas pelo Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, e estava no elenco da seleção da Dinamarca na Copa do Mundo da Rússia. Ele assinou contrato de cinco anos.

+ Em breve comunicado, Chelsea anuncia demissão do técnico Antonio Conte

+ Manchester City contrata atacante Riyad Mahrez, do Leicester City

O clube desembolsou 20 milhões de euros (R$ 90 milhões) para trazer o jogador que não atuou em nenhuma partida do Mundial. Ele ficou na reserva e viu os dinamarqueses serem eliminados nas oitavas de final, ao empatarem em 1 a 1 com a Croácia e perderem na disputa de pênaltis.

"Sabia do interesse do Southampton antes da Copa do Mundo pois o clube tinha falado comigo e me acompanhado durante um tempo, o que é um bom sinal, porque sabem das minhas fraquezas e dos meus pontos fortes", declarou Vesteergard.

Mark Hughes, treinador do Southampton, reagiu à contratação do dinamarquês e revelou que o clube teve de "lutar contra muita concorrência" para adquirir Vestergaard. "Embora estivéssemos cientes do nível de interesse em Jannik, ele deixou claro que pela qualidade do clube e as ambições que temos, nós seríamos a sua primeira opção", disse o treinador no site oficial do Southampton.

O defensor de quase dois metros de altura chega para repor a saída do holandês Virgil Van Dijk, que foi negociado com o Liverpool em dezembro do ano passado por 84 milhões de euros (R$ 331,5 milhões, na cotação da época) o que o tornou o zagueiro mais caro da história do futebol e o nono jogador na lista das maiorias transferências. Nesta janela de transferências, o Southampton já oficializou as contratações do goleiro Angus Gunn e dos meias Stuart Armstrong e Mohamed Elyounoussi.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.