Paul Ellis/AFP
Paul Ellis/AFP

Southgate exalta campanha, mas não vê Inglaterra como uma das 4 melhores do mundo

Ingleses terminaram a Copa do Mundo da Rússia em quarto lugar, após derrota para a Bélgica

Estadão Conteúdo

14 de julho de 2018 | 15h18

O técnico Gareth Southgate acredita que a quarta colocação da Inglaterra na Copa do Mundo foi além das expectativas da seleção. Neste sábado, em São Petersburgo, a equipe comandada pelo treinador foi derrotada por 2 a 0 pela Bélgica e perdeu a chance de terminar o Mundial em terceiro lugar.

+ TEMPO REAL: Bélgica 2 x 0 Inglaterra

+ Kane promete que Inglaterra vai jogar melhor na próxima Copa do Mundo

"Estamos muito orgulhosos pelo que fizemos, ao final de tudo. Não nos iludimos sobre em que patamar estávamos em comparação às demais equipes. Terminamos em quarto lugar, mas não somos uma das quatro melhores seleções do mundo. Sabemos disso e nunca nos escondemos da verdade", analisou o técnico em coletiva de imprensa concedida após a partida.

A Inglaterra encerrou a Copa do Mundo com três vitórias, três derrotas e um empate. De acordo com Southgate, faltou à seleção inglesa mostrar mais futebol para igualar o nível das melhores equipes enfrentadas no Mundial, mas ele está satisfeito com o desempenho dos seus jogadores.

"Ficamos devendo contra os melhores times, mas acumulamos aventuras maravilhosas e experiências que vão elevar esse grupo de jogadores e estafe a uma posição muito boa no futuro. Não podia pedir nada mais do que esses atletas mostraram na partida ou nas últimas sete semanas de trabalho", afirmou o ex-zagueiro, esperançoso quanto ao futuro da seleção inglesa.

 

Southgate explicou por que alterou a equipe que vinha disputando os duelos eliminatórios pela Inglaterra no Mundial. No confronto deste sábado, Kyle Walker, Jesse Lingard, Ashley Young, Jordan Henderson e Dele Alli não iniciaram a partida como titulares.

"Alguns jogadores não puderam entrar em campo por causa do desgaste. Queríamos que eles disputassem a partida, mas tivemos apenas dois dias para nos preparáramos e não foi possível", explicou o técnico, que no segundo tempo fez substituições para que Alli e Lingard tentassem ajudar a reverter o placar desfavorável.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.