Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Southgate vê Inglaterra em evolução, mas freia euforia: 'Meus pés estão no chão'

Comandante entende que a seleção inglesa passou por experiências importantes para o fortalecimento do time

Estadão Conteúdo

05 Julho 2018 | 13h46

A Inglaterra exorcizou alguns fantasmas e quebrou tabus incômodos ao eliminar a Colômbia e avançar às quartas de final da Copa do Mundo da Rússia na última terça-feira. Após a classificação sofrida, a primeira da equipe nacional em disputa de penalidades na história dos Mundiais e que também significou o retorno ao grupo das oito melhores seleções após 12 anos, o técnico Gareth Southgate crê que seus comandados estão evoluindo no torneio.

+ Eriksson diz que é mais fácil para a Inglaterra vencer o Brasil do que a Suécia

+ Henderson diz ter 'dívida eterna' com Pickford por avanço inglês nos pênaltis

+ Jamie Vardy e Dele Alli viram dúvidas na Inglaterra para as quartas de final

O comandante entende que a seleção inglesa passou por experiências importantes para o fortalecimento do time, mas também avalia que o grupo tem condição de ir ainda mais longe na competição.

"Fizemos progressos, mas ainda não alcançamos o sucesso", disse. "Todos os jogadores estão com fome de sucesso, mas eles reconhecem que ainda estão aprendendo. Experiências como a da última terça-feira são completamente novas para eles como um grupo. Eles passaram por isso e é algo que ficou marcado, mas queremos viver mais essas experiências e ir o mais longe que pudermos", afirmou o treinador, em entrevista ao site da Fifa, publicada nesta quinta-feira.

Apesar de enxergar em crescimento, o técnico inglês fez questão de conter quaisquer situações de euforia que poderiam existir para que a seleção se mantenha completamente focada na Suécia, adversária das quartas de final neste sábado, às 11 horas (de Brasília), em Samara.

 

"Meus pés estão firmemente no chão. Estou no futebol há 30 anos e tive muitos altos e baixos. Aquela noite (contra a Colômbia) foi ótima para todos nós, mas meu foco passou muito rápido para a Suécia porque estamos nos oitavas de final da Copa do Mundo", afirmou.

Os suecos eliminaram a Holanda e a Itália nas Eliminatórias Europeias e se classificaram às oitavas de final desta Copa ao terminarem como líderes de um grupo que contou com a Alemanha. No primeiro mata-mata, a Suécia despachou a Suíça e agora foi muito elogiada pelo treinador inglês. Southgate exaltou a identidade bem definida do próximo rival e enalteceu os resultados que conseguiu.

"Eles são uma equipe que eu respeito muito. Eles têm uma identidade muito clara e tiveram resultados absolutamente incríveis, na verdade, contra países mais favorecidos e com maior reputação", enalteceu. "Joguei partidas suficientes contra a Suécia ao longo dos anos e os assisti bastante em torneios para saber o quão forte eles são. Eles estão felizes em ter menos a bola, mas isso não afeta seus resultados, eles são realmente difíceis de marcar e nós vamos ter de jogar em um nível muito alto para ganhar o jogo", concluiu.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.