Souza marca dois e Corinthians vence o Mogi Mirim fora

O futebol apresentado pelo Corinthians na noite desta quarta-feira ainda não foi o esperado para a estreia na Copa Libertadores, mas a atuação acabou sendo suficiente para garantir a vitória por 3 a 0 sobre o Mogi Mirim, fora de casa, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O atacante Souza foi o grande destaque corintiano e marcou dois gols - os dois primeiros do triunfo -, com Chicão completando o placar.

ANDRÉ AVELAR, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2010 | 00h19

O resultado da partida e a posição na tabela do Paulistão chegam a esconder as carências da equipe, que nesta quarta não teve os lesionados Ronaldo e Dentinho, assim como o suspenso William. Agora, o Corinthians soma 18 pontos e permanece no grupo dos quatro melhores da competição. Já os donos da casa amargam a zona de rebaixamento, com apenas oito pontos somados.

A uma semana da estreia na Libertadores - inegavelmente o sonho de consumo do clube no ano do centenário -, Mano Menezes segue com dúvidas inclusive no time titular. Na nona partida oficial do time em 2010, o técnico continua a promover testes. Em Mogi Mirim, foi a vez de Alessandro sair para a entrada de Moacir, que errou até arremesso lateral em sua estreia, além das voltas de Morais e Souza.

RITMO DE JOGO - Os atacantes deram mais sorte que o estreante do dia. Aos 33 minutos, Morais começou a jogada, se livrou de dois marcadores e tocou para Souza que, na marca do pênalti, ainda se enrolou com os zagueiros para chutar no alto e abrir o placar.

"Ficam me comparando com o Ronaldo, mas eu sou o Souza. Fazia bons jogos, mas a bola não vinha entrando", disse o atacante, que fez o seu primeiro gol neste Paulistão. "O time tem que começar a fazer bons jogos. Semana que vem tem um jogo muito importante", completou.

O gol deu mais confiança ao time do Corinthians. Os jogadores deixaram de simplesmente tocar a bola de lado e passaram a tentar as jogadas mais ofensivas. Enquanto isso, Mano esbravejava à beira do campo, cobrando empenho de seus jogadores testados.

Como se não bastasse a quarta derrota consecutiva - Mirassol, Botafogo e Oeste, além de Corinthians -, o Mogi segue a má fase também fora de campo. Pouco antes de a bola rolar, o volante Baraka foi o quarto jogador do elenco diagnosticado com caxumba. Além dele, Nando, Ricardinho e Vina sofrem com a doença. Dentro das quatro linhas, apenas Geovani tentou mostrar algum futebol, facilmente neutralizado.

NOME DA PARTIDA - Logo no início da segunda etapa, o Corinthians deu mostras de que queria mais. Na saída de bola, Jorge Henrique arrancou em direção ao gol e só foi parado com falta. Na cobrança, Roberto Carlos mandou longe.

Mas a noite era mesmo de Souza. Aos seis minutos do segundo tempo, Jorge Henrique encontrou o atacante livre na grande área e, com tranquilidade, ele tirou do goleiro para fazer o segundo. Depois de uma confusão com os zagueiros, Souza acabou substituído por Iarley.

A partida ficou ainda mais fácil depois da expulsão de Eduardo, que havia acabado de entrar no lugar de Luís Mário, que pouco tocou na bola. Com espaços, Roberto Carlos começou rápido contra-ataque e cruzou para Chicão decretar a vitória.

Antes da estreia na Libertadores, contra o Racing uruguaio, na próxima quarta-feira, no Pacaembu, o Corinthians encara o Rio Branco neste sábado, às 19h30, na Arena Barueri. Um dia depois, o Mogi Mirim vai a São Caetano do Sul enfrentar os donos da casa.

Ficha Técnica:

Mogi Mirim 0 x 3 Corinthians

Mogi Mirim - Alex Alves; Luizão, Anderson Conceição (Jorge Preá) e Fábio Sanches; Audálio, Ricardo Oliveira, Elias, Marcelo Nascimento e Raí; Luís Mário (Eduardo) e Geovane (Everton). Técnico: Francisco Diá.

Corinthians - Felipe; Moacir, Chicão, Paulo André e Roberto Carlos; Ralf, Elias, Tcheco (Edu) e Morais; Jorge Henrique (Defederico) e Souza (Iarley). Técnico: Mano Menezes.

Gols - Souza, aos 33 minutos do primeiro tempo; Souza, aos seis, e Chicão, aos 33 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Luizão, Marcelo Nascimento e Luís Mário (Mogi Mirim); Chicão, Paulo André e Souza (Corinthians).

Cartão vermelho - Eduardo (Mogi Mirim).

Árbitro - Marcelo Aparecido Ribeiro.

Renda - R$ 207.228,00.

Público - 4.740 pagantes.

Estádio - João Paulo II, em Mogi Mirim (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.