Souza mostra alívio por gol marcado pelo Corinthians

O gol de pênalti que marcou aos 44 minutos do segundo tempo para o Corinthians (nos 4 a 1 sobre o Oeste) trouxe o alívio que o atacante Souza acredita que necessitava. Isso porque, assim, apaziguou as críticas que vinha recebendo dos torcedores no Pacaembu pelas chances perdidas, principalmente nesta partida."Nos últimos jogos quase não apareceram tantas oportunidades, agora neste jogo elas apareceram e começamos a fazer. A gente vê a cobrança que o atacante tem de fazer a gol, mas eu me sacrifico bastante e hoje (sábado) consegui fazer um", disse o atacante, com um sorriso estampado no rosto.O centroavante elogiou o colega Chicão, que é o batedor de pênaltis oficial do time. "Realmente, por onde passei sempre bati pênalti. Ele (Chicão) viu que eu estava numa situação difícil, foi lá e mandou eu bater. E deu tudo certo", conta.Souza reconheceu que teve medo na hora da cobrança do pênalti. "Se ele (Gotardi, goleiro do Oeste) pega esse pênalti, eu tinha de ter muita personalidade (para aguentar as críticas). Tudo se junta, é a concorrência, o time tem jogadores de qualidade que querem jogar. Venho jogando bem, mas a bola não estava entrando."A justificativa para não conseguir marcar gols é a falta de jogos. "Fiquei quase dois meses sem jogar na Grécia, estou sem tempo de bola". O gol neste sábado foi o segundo de Souza com a camisa do Corinthians. O primeiro foi no amistoso contra o Estudiantes, da Argentina, vencido pelos corintianos por 5 a 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.