Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Souza pede desculpa à torcida do São Paulo e diz: 'A culpa é só nossa'

Volante volta atrás após cobrar mais apoio dos torcedores

Estadão Conteúdo

09 Março 2015 | 11h17

A derrota por 1 a 0 diante do Corinthians e a manutenção do tabu de oito anos sem vitórias diante do rival no Morumbi esquentaram o clima no São Paulo. O volante Souza, por exemplo, deixou o campo reclamando do pequeno público no domingo - 18.720 pagantes -, mas após as críticas da torcida são-paulina nas redes sociais voltou atrás e usou a mesma ferramenta para se desculpar.

"Queria pedir desculpas aos torcedores que se sentiram ofendidos pelas palavras ditas por mim após o jogo. Sempre me dedico ao máximo em campo e saio muito chateado quando perdemos, ainda mais um clássico. No gramado me coloco no lugar do torcedor, quero sair de campo sempre com vitória e por isso me entrego tanto. Estou chateado pela equipe não conseguir manter o mesmo padrão do ano passado e por isso acabar sofrendo algumas derrotas", explicou em sua página no Instagram.

Foi a segunda derrota seguida do São Paulo para o Corinthians em 2015. Se na primeira, pela Libertadores, foi amplamente dominado pelo rival, neste domingo o time de Muricy Ramalho perdeu a chance de ao menos empatar quando Gil cometeu pênalti e foi expulso, mas Rogério Ceni desperdiçou a cobrança, defendida por Cássio.

"Vou treinar ainda mais para que as coisas possam acontecer nos próximos clássicos e jogos da libertadores. Tenho um grande respeito pela torcida tricolor e peço para que possam estar sempre ao nosso lado. Vocês precisam entender a força que têm e o quanto são importantes pra nós. Teremos jogos decisivos na sequência e com vocês ao nosso lado somos sempre mais fortes. Mais uma vez queria pedir desculpas. Reconheço meu erro", escreveu.

Apesar das desculpas de Souza, o público de fato decepcionou no clássico. Mesmo com promoção pelo Dia Internacional da Mulher, menos de 20 mil são-paulinos foram ao Morumbi. O número deflagrou a desconfiança da torcida em relação à equipe, uma vez que no duelo diante do Danubio, no último dia 25, pela Libertadores, a presença também ficou abaixo do esperado, com somente 16.689 pagantes no Morumbi.

Mesmo sabedor disso, Souza preferiu não seguir com a polêmica e chamou toda a responsabilidade pelo resultado no clássico para os jogadores. "Acabei dividindo com a torcida uma responsabilidade que é só nossa. Mas confio e sei que com a força e o apoio de todos temos condições de conseguir dar grandes alegrias ao nosso torcedor. Estou em casa, muito chateado, e não consigo parar de pensar no que falei, por isso queria me desculpar."

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Souza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.