Souza quer valorização para esquecer proposta do Grêmio

Meio-campista afirma que o clube gaúcho ofereceu uma boa proposta e espera que seu atual clube a cubra

Alfredo Luiz Filho, O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2008 | 19h14

Com contrato com o São Paulo até dezembro de 2010, Souza cobra uma valorização da diretoria para continuar no Morumbi e desistir de pensar em trocar a capital paulista por Porto Alegre, onde defenderia o Grêmio. Desde o fim do ano o meia diz ter uma proposta tentadora dos gaúchos. O comentário é que ele receberia mais de R$ 100 mil por mês. Veja também:  São Paulo acerta com Carlos Alberto, ex-Flu e Corinthians Adriano volta a marcar em jogo-treino do São Paulo Muricy fala da estréia no Paulista e comenta a chegada de Carlos Alberto "Minha intenção é ficar no São Paulo, que é o clube com o qual tenho contrato, mas a proposta do Grêmio foi muito boa. Sei que é muito difícil o São Paulo chegar perto do que me foi oferecido, mas só quero que me valorizem um pouco. Estou esperando o seu Juvenal (Juvêncio) para ter uma conversa definitiva", afirmou o meia. Souza aproveitou para dizer que não tem um salário milionário. "Só vim ganhar bem de um ano para cá, mas não posso me contentar. Todo mundo trabalha buscando sempre mais, em cima de uma valorização. Não dá para ficar com a cabeça tranqüila porque não sei se vou embora ou vou ficar. O pouco que o São Paulo me der já será muito pra mim", disse. Muricy Ramalho já avisou que não abre mão de Souza. Nesta terça ele escalou o curinga como titular da ala direita em um jogo-treino contra o Nacional - vitória por 3 a 0. Mais do que isso: deu todos os indícios de que ele começará jogando contra o Guaratinguetá, na quinta-feira à noite, na estréia do Tricolor no Paulistão. O recém-contratado Joilson ainda não está pronto para começar jogando. Despedida  A terça foi também o dia da despedida do atacante Leandro, que assinou contrato de três anos com o Verdy Tokyo, do Japão, e esteve no CT para esvaziar o armário. Além disso, ele ganhou um quadro do capitão Rogério Ceni com uma dedicatória. "Estou indo na frente para esperar o São Paulo em dezembro. Vou preparar tudo, separar hospedagem, lugar para treinar, deixar tudo pronto para o Mundial", brincou.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCSouzaGrêmio-RSproposta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.