Sport anuncia a contratação dos meias Diego Souza e Ibson

Sonhando com a Libertadores, clube pernambucano leva a melhor sobre rivais e fecha com os experientes jogadores até o fim do ano

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 19h57

De uma só vez, o Sport anunciou nesta terça-feira dois veteranos como novos reforços para o Campeonato Brasileiro. Na véspera do fim da janela para transferências internacionais, os meias Diego Souza e Ibson assinaram com o clube. Eles firmaram contratos curtos, apenas até o final da temporada, mas os pernambucanos contam com prioridade na renovação de ambos ao fim do período.

O acerto com Diego Souza, de 29 anos, era o mais esperado. A negociação havia sido confirmada pelo pai do jogador na manhã desta terça e desde então a torcida rubro-negra esperava o anúncio. Para ficar com o meia, o clube precisou vencer a concorrência de outros times, que apareciam como favoritos a ficar com o atleta, como Flamengo e Palmeiras.

Já Ibson, de 30 anos, foi a surpresa da diretoria. Ele estava no Bologna, da Itália, mas como se via sem espaço no clube queria retornar ao Brasil. Os dois jogadores devem desembarcar no Recife ainda na noite desta terça e a previsão é que comecem a trabalhar na quarta. A apresentação deles ainda não foi definida pela diretoria.

Diego Souza estava no Metalist, da Ucrânia, e tentava o retorno ao Brasil por temer a violência no país por conta da crise política. O jogador foi revelado no Fluminense e passou no Brasil por Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG, Vasco e Cruzeiro. Já Ibson foi criado nas categorias de base do Flamengo, passou por Santos e Corinthians, além de Porto, Spartak Moscou e Bologna.

Os dois chegam para reforçar uma equipe que começou bem o Brasileirão, mas caiu nas últimas rodadas. O Sport é o oitavo colocado na tabela, com 21 pontos, mas venceu apenas uma das últimas quatro partidas e vem de derrotas para Figueirense e Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.