Sport bate Coritiba em casa e respira no Brasileirão

Com um gol de pênalti nos acréscimos do segundo tempo, o Sport venceu o Coritiba por 1 a 0, neste domingo, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado garantiu um fôlego extra aos rubro-negros, que agora com 27 pontos e ocupando a 17.ª posição, estão apenas um ponto atrás do time fora da zona de rebaixamento - exatamente a equipe paranaense. No próximo domingo, o Sport encara o Corinthians, no Pacaembu. Já o Coritiba recebe o São Paulo, em Curitiba.

MONICA BERNARDES, Agência Estado

23 de setembro de 2012 | 21h09

A primeira etapa foi morna, sem grandes emoções. Apesar de ter a posse de bola na maior parte do tempo, o Sport criou e atacou pouco, deixando espaço para que o Coritiba ensaiasse algumas ameaças a partir dos 20 minutos. Mas os visitantes, que chegaram sem pressa, não conseguiram marcar e o placar fechou sem gols.

Os donos da casa começaram pressionando. Já aos 6 minutos, Renê dominou e bateu da entrada da área, mas a bola desviou na defesa paranaense e foi para fora. Dez minutos depois, Cicinho recebeu na direita e cruzou em direção a Hugo, que tentou subir para cabecear, mas o arqueiro do Coritiba subiu rápido e ficou com a bola.

A partir daí, a equipe paranaense começou a acordar, encaixou a marcação, criou algumas situações de contra-ataque e passou a aproveitar os erros do time rubro-negro. Aos 18 minutos, Lincoln tentou avançar no contra-ataque, viu Robinho livre na esquerda, mas errou no passe e a bola sobrou para Saulo. O maior susto, entretanto, foi aos 42, quando, em jogada de Marcel e Robinho, Ayrton ficou com a bola na direita da área, em bom ângulo, chutou forte, mas a bola explodiu na defesa rubro-negra.

No retorno após o intervalo, o Sport começou a segunda etapa focado no ataque. Aos 7 minutos, quase que os rubro-negros abriram o placar. Cicinho cruzou na medida, Bruno Aguiar entrou de cabeça e Vanderlei salvou com as pernas. Um minuto depois, Gilberto bateu com violência de fora da área. Vanderlei teve que se esticar todo para conseguir mandar a bola para o canto.

E a pressão aumentou à medida que o tempo corria. Aos 27 minutos, Gilberto acertou cabeçada para o chão e Vanderlei salvou em cima da linha, com grande defesa. De olho no tudo ou nada, o técnico Waldemar Lemos alterou o esquema tático do Sport e colocou quatro atacantes em campo aos 33.

Em uma das poucas oportunidades em que levou perigo ao gol da equipe pernambucana, o Coritiba chegou com Lincoln, que recebeu bela assistência na área, chegou batendo, mas em uma defesa impressionante Saulo salvou o Sport.

Aos 45 minutos, Felipe Azevedo tentou o drible em Robinho e acabou derrubando o atacante dentro da área, marcando o pênalti. E, aos 47, Gilberto bateu no meio do gol, abrindo o placar, já nos acréscimos, fazendo a alegria dos torcedores.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 0 CORITIBA

SPORT - Saulo; Cicinho, Bruno Aguiar (Ailson), Diego Ivo e Renê; Tobi, Rithely (Marquinhos Gabriel), Moacir e Hugo (Gilberto); Felipe Azevedo e Gilsinho. Técnico: Waldemar Lemos.

CORITIBA - Vanderlei; Ayrton, Demerson, Escudero e Eltinho; Gil, Willian Farias, Éverton Ribeiro e Lincoln (Júnior Urso); Marcel (Éverton Costa)(Rafael Silva) e Robinho. Técnico: Marquinhos Santos.

GOL - Gilberto (pênalti), aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diego Ivo e Gilsonho (Sport); Robinho e Escudero (Coritiba).

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 17.075 torcedores.

LOCAL - Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSportCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.