Sport
Sport

Sport bate Guarani na estreia de Claudinei Oliveira e apresentação de Vagner Love

Duelo no Recife também fica marcado por polêmica decisão da arbitragem, que anulou o primeiro gol bugrino no jogo

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2022 | 00h09

Em uma noite de muitas novidades, o Sport venceu o ameaçado Guarani, por 2 a 1, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida marcou a estreia do técnico Claudinei Oliveira e teve a apresentação do experiente Vagner Love.

Foi a primeira partida do técnico Claudinei Oliveira após ser contratado para substituir Lisca, agora no Santos. Antes de a bola rolar, o Sport também apresentou à imprensa à torcida Vagner Love, de volta ao Brasil após passagem pelo futebol dinamarquês.

A vitória mantém o Sport firme na briga pelo acesso, assumindo a quinta posição, com 30 pontos. Está há quatro do Bahia (4º colocado), mas que ainda entrará em campo. Já o Guarani chegou ao quarto jogo sem vitória e ficou em 18º, com 19 pontos, cada vez mais pressionado contra o descenso.

Com bola rolando, o Sport abriu o placar logo aos quatro minutos, quando Sander cruzou da esquerda e Denner, sem marcação, finalizou para as redes. Apesar da vantagem, o time pernambucano deu espaços para o Guarani, que teve chances de empatar.

Aos 17 minutos, Nicolas Careca foi acionado dentro da área e finalizou na saída do goleiro Carlos Eduardo. Contudo, o árbitro foi chamado para revisar o lance e viu falta de Júlio César em Pedro Naressi na origem do lance, anulando o que seria o empate dos visitantes.

O gol anulado revoltou o Guarani, que perdeu a cabeça em campo e deixou o confronto bastante tenso. Apesar disso, o Sport soube controlar as investidas e administrou a vantagem até o intervalo.

No segundo tempo, o Sport iniciou no ataque e ampliou a partida. Kayke foi derrubado de forma infantil por Jamerson dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Aos cinco, Ronaldo Henrique deslocou o goleiro Maurício Kozlinski e correu para comemorar com a torcida.

Após o segundo gol, o Sport teve mais cautela e não se expôs como no primeiro tempo. Consequentemente, o Guarani ficou mais com a bola, mas não mostrava qualidade para descontar no placar. E conforme o tempo foi passando, a situação se complicava ainda mais para o time paulista.

De tanto alçar bolas na área, porém, o Guarani fez seu gol aos 45 minutos, com Nicolas Careca desviando de cabeça e acertando o canto do goleiro Carlos Eduardo. Contudo, já era tarde demais para uma reação.

O Sport volta a campo na terça-feira para enfrentar o Criciúma, às 21h30, novamente na Ilha do Retiro, em Recife. Enquanto o Guarani, na sexta-feira, 5 de agosto, recebe o Grêmio, às 21h30, no Brinco de Ouro, em Campinas.

FICHA TÉCNICA

SPORT 2 X 1 GUARANI

SPORT - Carlos Eduardo; Pedro Naressi (Bruno Matias), Chico, Sabino e Sander; Ronaldo Henrique (William Oliveira), Fabinho, Denner (Giovanni), Thiago Lopes (Everton Felipe) e Luciano Juba; Kayke (Vanegas). Técnico: Claudinei Oliveira.

GUARANI - Maurício Kozlinski; Lucas Ramon (Diogo Mateus), João Victor, Ernando e Jamerson; Rodrigo Andrade (Madison), Leandro Vilela e Isaque (Marcinho); Bruno José (Yago), Nicolas Careca e Júlio César (Maxwell). Técnico: Mozart Santos.

GOLS - Denner, aos 4 minutos do primeiro tempo; Ronaldo Henrique, aos 5, e Nicolas Careca, aos 45 do segundo.

ÁRBITRO - André Luiz de Freitas Castro (GO).

CARTÕES AMARELOS - Sander, Denner e Giovanni (Sport); Jamerson e Rodrigo Andrade (Guarani).

PÚBLICO - 15.011 presentes.

RENDA - R$ 353.390,00.

LOCAL - Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.