Twitter / Sport Recife
Twitter / Sport Recife

Sport derrota o Fluminense por 1 a 0 e mantém a recuperação no Brasileirão

Gol da partida foi marcado por Hernane Brocador, ao converter pênalti ainda no primeiro tempo

Redação, Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2020 | 23h12

O Sport manteve a sua recuperação no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, pela 11.ª rodada, o time pernambucano marcou no começo e segurou uma grande pressão do Fluminense nos minutos finais para vencer por 1 a 0, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. O único gol da partida foi marcado pelo centroavante Hernane, cobrando pênalti.

O clube rubro-negro voltou a vencer depois de dois jogos, se livrou da parte debaixo da tabela de classificação e assumiu o 10.º lugar, com 14 pontos. O Fluminense, por sua vez, que tem só uma vitória nos últimos cinco jogos no Brasileirão, está com a mesma pontuação e uma colocação acima.

Mesmo sem o meia Thiago Neves, inscrito mas fora por opção do técnico Jair Ventura, o Sport começou muito melhor que o Fluminense e só não abriu o placar logo aos três minutos porque o goleiro Muriel apareceu para defender finalização cara a cara de Patric.

Os donos da casa conseguiram aproveitar a pressão para abrir o placar aos 12 minutos. Após cruzamento da esquerda, Egídio se jogou em cima de Barcia e o árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden marcou pênalti, convicto. Hernane foi para a bola e não deu chances para Muriel, chutando no meio do gol e no alto. Ele não marcava desde 19 de julho, ainda pelo Campeonato Pernambucano.

O Fluminense não conseguiu se encontrar, mesmo quando teve mais posse de bola. A equipe sentiu a falta de Nenê, poupado visando a Copa do Brasil no meio de semana, para segurar a bola e comandar o ataque. O Sport, por outro lado, sempre que chegava ao ataque levava perigo. Luciano Juba quase surpreendeu Muriel em cobrança de escanteio fechada. O goleiro se recuperou e quase dentro do gol afastou o perigo.

Em nova jogada de bola parada, o Sport começou assustando o Fluminense no segundo tempo. Depois de desvio no meio da área, Egídio precisou se contorcer para salvar em cima da linha. Ao contrário da primeira etapa, o time carioca teve mais objetividade para chegar ao ataque, especialmente com Wellington Silva indo para cima da marcação. Luiz Henrique e Yago Felipe apareceram bem para finalizar, mas o goleiro Luan Poli apareceu bem para fazer a defesa nas duas vezes.

O tempo foi passando e o Fluminense encurralando o Sport. Com quatro atacantes nos minutos finais de jogo, o time carioca chegou forte ao ataque. Fernando Pacheco pegou a sobra pela direita e finalizou cruzado. Dentro da pequena área, Marcos Paulo não conseguiu completar.

Logo em seguida, Calegari apareceu de surpresa na área para finalizar, mas parou em Luan Polli. A pressão continuou, com inúmeros levantamentos para área, mas o Sport se segurou e comemorou a vitória.

O Sport tem compromisso contra o Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h30, novamente no Recife. O Fluminense joga contra o Atlético Goianiense, nesta quinta, às 20 horas, em Goiânia, pela volta da quarta fase da Copa do Brasil. Em casa venceu por 1 a 0 e agora avança às oitavas de final até com um empate. Pelo Brasileirão, o próximo jogo será no dia 28 (segunda-feira) contra o Coritiba, às 20 horas, no estádio do Maracanã.


FICHA TÉCNICA

SPORT 1 x 0 FLUMINENSE

SPORT - Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Luciano Juba (Chico); Marcão Silva, Betinho (João Igor), Ricardinho e Lucas Mugni (Bruninho); Leandro Barcia (Lucas Venuto) e Hernane (Rogério). Técnico: Jair Ventura.

FLUMINENSE - Muriel; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; André (Felippe Cardoso), Hudson, Yago Felipe (Marcos Paulo) e Paulo Henrique Ganso; Luiz Henrique (Miguel) e Wellington Silva (Fernando Pacheco). Técnico: Odair Hellmann.

GOL - Hernane (pênalti), aos 12 minutos do primeiro tempo.

CARTÃO AMARELO - André (Fluminense).

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA E PÚBLICO - jogo com portões fechados.

LOCAL - Estádio da Ilha do Retiro, no Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.