Sport e Náutico empatam em clássico na Ilha do Retiro

Sport e Náutico fizeram um jogo à altura de um grande clássico, neste domingo, na Ilha do Retiro. Os times pernambucanos empataram por 2 a 2, depois de muitas chances de gol e expulsões para os dois lados. A igualdade foi melhor para o Sport, que foi a 41 pontos e se manteve na 11.ª posição, ainda na zona de classificação para a Sul-Americana. Para o Náutico, o ponto conquistado fora de casa valeu na luta contra o rebaixamento, já que agora a equipe soma 31, na 15.ª colocação.Pela próxima rodada, ambos os time têm jogos difíceis. Na quinta-feira, o Sport vai a Porto Alegre enfrentar o líder Grêmio. O Náutico tem um confronto direto contra o rebaixamento com a Portuguesa. A equipe pernambucana recebe o clube paulista no sábado, nos Aflitos.As duas equipes começaram buscando o gol no clássico pernambucano. Logo aos dez minutos, Roger teve a chance de abrir o placar ao pegar uma sobra de bola na entrada da área. O atacante bateu com força, mas mandou por cima. Aos poucos, o Sport foi se impondo sobre o Náutico, até que começou a dominar a partida.Aos 18 minutos, porém, em uma das poucas subidas do Náutico ao ataque, William cruzou na medida para Gilmar, dentro da área. O atacante dominou e arrematou de primeira, rasteiro, sem chances de defesa para Magrão. Apesar de melhor em campo, o Sport saía em desvantagem em casa.Logo após uma confusão na torcida do Náutico, que entrou em confronto com a polícia, o time anfitrião chegou aos 29 minutos. Carlinhos Bala cobrou falta da direita e Durval cabeceou com força. Com muito reflexo, Eduardo conseguiu a defesa e evitou o empate. O Sport continuava pressionando. Aos 37, foi a vez de Roger tabelar com Bala dentro da área e chutar para fora.O técnico Roberto Fernandes reclamou acintosamente de uma falta e foi expulso pelo árbitro ainda aos 35 minutos do primeiro tempo. Mas o Náutico pareceu não sentir a falta do comando técnico e até chegou a ameaçar com Felipe, aos 46. O atacante avançou pela direita, cortou o zagueiro, mas bateu para fora.Logo depois, o Sport conseguiria o empate depois de muito pressionar. Na base da insistência, a bola foi alçada na área e Carlinhos Bala furou ao tentar um voleio. Na sobra, Durval encheu o pé para fazer 1 a 1. O goleiro Eduardo ainda tocou na bola, porém, não o suficiente para evitar o gol.Empolgado pelo empate no último lance do primeiro tempo, o Sport voltou animado para a etapa final. Com dois minutos de jogo, Roger fez jogada individual e bateu, de esquerda, na saída de Eduardo, virando o clássico na Ilha do Retiro. Na comemoração, o atacante tomou o amarelo por tirar a camisa.A alegria dos torcedores do Sport durou pouco mais de dez minutos. Em mais um contra-ataque rápido, William passou por dois marcadores e tocou na cara do gol para Felipe. O atacante só teve o trabalho de colocar a bola na saída de Magrão, fazendo 2 a 2, aos 14 do segundo tempo.Ainda aos 17, Roger tomou o segundo amarelo e foi expulso. Desta vez, o atacante simulou uma penalidade e foi punido pelo árbitro. Com um a menos, o Sport foi obrigado e diminuir o ritmo, mas continuou controlando as ações no clássico. A partida seguiu movimentada e o time da casa parecia mais perto de fazer o gol da vitória.Com o passar do tempo, os times foram se conformando com a igualdade, e nem a expulsão de Ticão, aos 35 minutos, deu mais ânimo ao Sport para tentar a vitória em casa. No fim, o Náutico ainda conseguiu equilibrar o confronto e administrou o resultado.Ficha Técnica:Sport 2 x 2 NáuticoSport - Magrão; Sidny, Igor, Durval e Dutra; Sandro Goiano (Kássio), Andrade, Fumagalli (Júnior Maranhão) e Carlinhos Bala; Wilson (Luciano Henrique) e Roger. Técnico: Nelsinho Batista.Náutico - Eduardo; Vagner, Adriano e Everaldo; Ruy, Hamilton, Derley (Ticão), William e Alessandro; Gilmar (Paulo Santos) e Felipe (Kuki). Técnico: Nelsinho Batista.Gols - William, aos 18, e Durval, aos 47 minutos do primeiro tempo; Roger, aos 2, e Felipe, aos 14 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Sidny, Carlinhos Bala e Andrade (Sport); Hamilton, Gilmar, Derley, Vagner, Ruy e Paulo Santos (Náutico).Cartões vermelhos - Roger (Sport); Ticão (Náutico).Árbitro - Alicio Pena Júnior (MG).Renda - R$ 230.175,00.Público - 28.801 espectadores.Local - Estádio Ilha do Retiro, no Recife (PE).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.