Sport e Náutico empatam em clássico sem gols no Brasileirão

Time de Waldemar Lemos não vence há nove partidas e permanece na vice-lanterna

Mônica Bernardes, Agência Estado

26 de agosto de 2012 | 21h21

RECIFE - O clássico de Pernambuco da última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, entre Náutico e Sport, neste domingo, na Ilha do Retiro, terminou sem gols. Jogando fora de casa, o time alvirrubro se deu melhor: garantiu um ponto e subiu na tabela, passando do 12.º para o 11.º lugar, com 25 pontos. Já o Sport, que há nove partidas não chega à vitória, permanece na vice-lanterna, com 15 pontos.

O jogo, bastante movimentado marcou a estreia do novo treinador do Sport, Waldemar Lemos. E a equipe da casa começou o clássico indo para cima do rival. Moacir e Rithelly caíam bem pelos lados do campo e criavam as principais jogadas do time rubro-negro juntamente com o meia Hugo, que se movimentava bastante.

A partida só esquentou em lances de perigo a partir dos 25 minutos. O Náutico foi o primeiro a chegar. Rhayner desceu bem pelo meio e tinha Araújo e Kieza como opções. O meia alvirrubro preferiu Kieza, que chutou em cima de Magrão. A resposta do Sport veio logo em seguida. Hugo cruzou na área para chute de Rithelly dentro da pequena área. Gideão fez grande defesa e salvou o Náutico de sofrer o primeiro gol.

Rithelly era mesmo um dos jogadores mais perigosos do Sport. Em descida rápida pela esquerda, o volante rubro-negro ganhou a dividida e partiu cara a cara com Gideão. O chute foi na trave.

Na segunda etapa, as duas equipes voltaram a apostar na velocidade e em jogadas ensaiadas na tentativa de abrir o placar. O Sport pressionou bastante e deu trabalho ao goleiro Gideão. Aos 26 minutos, Cicinho bateu escanteio e Gilberto cabeceou para o chão. Gideão deu um leve desvio e a bola explodiu no travessão. Nos últimos dez minutos, o Náutico se fechou e optou por ficar esperando o Sport para sair em contra-ataque.

SPORT 0 X 0 NÁUTICO

SPORT - Magrão; Cicinho, Edcarlos, Diego Ivo e Willian Rocha; Renan Teixeira, Rithelly, Moacir e Hugo; Gilsinho (Gilberto) e Felipe Azevedo (Henrique). Técnico - Waldemar Lemos.

NÁUTICO - Gideão; Patric, Jean Rolt, Ronaldo Alves e Douglas Santos; Elicarlos, Martinez, Souza (Rogerinho) e Rhayner; Araújo (Dadá) e Kieza (Kim). Técnico - Alexandre Gallo.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (DF)

CARTÕES AMARELOS - Gilsinho, Kieza, Cicinho e Gilberto.

RENDA - R$ 213.020,00.

PÚBLICO - 19.063 torcedores.

LOCAL - Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolSportNáuticoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.