Sport e Vitória não saem do 0 a 0 na partida em Recife

Com este resultado, os dois times somam o primeiro ponto na classificação do Brasileirão deste ano

Mônica Bernardes, O Estado de S. Paulo

17 de maio de 2008 | 21h01

Sport Recife e Vitória empataram neste sábado por 0 a 0, na Ilha do Retiro, em Recife (PE), pelo Brasileirão. A partida marcou a estréia do goleiro Viáfara, que teve a boa atuação ressaltada pelo técnico Vágner Mancini. Os dois clubes, que tem em comum o mascote (leão) e as cores (vermelha e preta), entraram em campo tentando se recuperar da estréia na Série A, depois de estrear com derrota no último fim de semana.Veja também: Classificação Calendário / Resultados Edmundo marca dois gols e Vasco bate a Portuguesa Cruzeiro ganha dos reservas do Botafogo e mantém 100%Embalado pelas últimas conquistas em casa pela Copa do Brasil, quando tirou da competição as equipes do Palmeiras e do Internacional, o time pernambucano entrou em campo com o time titular. No entanto, o Sport encontrou o Vitória com uma defesa bem posicionada, levando bastante perigo nos contra-ataques.Durante todo o primeiro tempo o Sport tomou a iniciativa, com a equipe baiana mostrando-se mais preocupada em conter o ataque do time que marcou quatro gols no Palmeiras e três no Internacional. Depois dos primeiros quinze minutos, o Vitória se soltou mais e começou a chegar com mais perigo ao ataque.No segundo tempo o jogo ficou mais equilibrado, com as duas equipes tentando o primeiro gol, mas esbarrando na falta de objetividade do ataque e nas boas atuações dos goleiros Viáfara e Magrão. Ao final do jogo, os dois times lamentaram as chances perdidas e se queixaram da arbitragem. O Sport reclamou de um pênalti não marcado em cima do atacante Roger, puxado na área do Vitória aos 43 minutos do segundo tempo. Para o rubro-negro de Salvador, a falha da arbitragem foi o gol anulado de Leonardo Silva, aos 41 minutos do segundo tempo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.