Anderson Stevens / Sport do Recife
Anderson Stevens / Sport do Recife

Sport freia reação do Corinthians no Brasileirão, vence e empurra Santos para o Z-4

Equipe de Sylvinho perde invencibilidade de dez jogos e não consegue entrar no G-4

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2021 | 18h31

O Sport conquistou sua terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro ao ganhar em casa do Corinthians por 1 a 0. O resultado freou uma reação do time paulista na competição, que estava invicto havia dez partidas, e tirou a equipe pernambucana da zona de rebaixamento do torneio, empurrando o Santos para lá.

Sem Willian, poupado por causa de um incômodo na coxa esquerda, o Corinthians tinha muita dificuldade para criar jogadas e levar perigo ao Sport. Do outro lado, o time pernambucano era mais incisivo, mesmo não tendo maior posse de bola, e passou a levar perigo para o gol de Cássio.

A primeira boa chance veio com Gustavo, que tabelou na entrada da área e mandou no canto, com perigo. A bola passou perto e assustou o goleiro Cássio. Pouco tempo depois, aos 23, na cobrança de escanteio, o zagueiro Sabino cabeceou sozinho e marcou o gol. Mas Rafael Thyere, em impedimento, estava na direção da bola e atrapalhou Cássio. Após revisão do VAR o gol foi anulado.

Mesmo com o susto, o Corinthians não reagiu na partida e continuou acuado e sem saber o que fazer com a bola no ataque. E o Sport aproveitava para criar as jogadas e levava perigo, principalmente com Gustavo e Mikael. O primeiro se livrava da marcação com bons dribles e o segundo incomodava os zagueiros alvinegros. Mesmo assim, nos primeiros 45 minutos a equipe paulista conseguiu se segurar.

Na etapa final o duelo ficou mais aberto. Sylvinho soltou um pouco mais seu time e deu margem para os contra-ataques do Sport. Com isso apareceram algumas chances para o Corinthians, mas também sofreu com a velocidade do Sport. Até por isso, o treinador alvinegro tratou de segurar um pouco mais seus laterais, Fagner e Fábio Santos.

Sem conseguir furar o bloqueio defensivo do adversário, os dois treinadores optaram por mexer na equipe para tentar o gol da vitória. O Corinthians apostou em Adson e Gustavo Mosquito. Do outro lado, o técnico Gustavo Florentín foi mais ousado e colocou três jogadores mais ofensivos, dando fôlego novo ao seu ataque.

As substituições surtiram efeito e aos 35 minutos, Paulinho Moccelin, que tinha acabado de entrar, recebeu pela esquerda, ajeitou para o lado para fugir da marcação de Fagner e mandou para o gol. Cássio tentou alcançar, mas não conseguiu, e a bola morreu no fundo da rede. Gol do Sport, para alegria da torcida local.

Em desvantagem, o Corinthians partiu para cima, em busca do empate, e quase conseguiu com Gabriel Pereira. Ele fez uma jogada individual e chutou, mas o goleiro Mailson fez ótima defesa e evitou o gol. A partir daí o Sport conseguiu se segurar e conquistou sua terceira vitória seguida, respirando um pouco mais aliviado no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:

SPORT 1 x 0 CORINTHIANS

SPORT: Mailson; Ewerthon, Thyere (Chico), Sabino e Sander; Marcão, Zé Welison e Luciano Juba (Paulinho Moccelin); Everton Felipe (Tréllez), Gustavo (Leandro Barcia) e Mikael. Técnico: Gustavo Florentín.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Gustavo Mosquito), Giuliano e Renato Augusto (Mantuan); Gabriel Pereira (Luan), Jô (Adson) e Róger Guedes. Técnico: Sylvinho.

GOL: Paulinho Moccelin, aos 35 minutos do 2º tempo.

JUIZ: Sávio Pereira Sampaio (DF).

CARTÕES AMARELOS: Marcão, Sander e Paulinho Moccelin

PÚBLICO: 2.489 pagantes.

RENDA: R$ 153.560,00.

LOCAL: Arena Pernambuco, em Recife (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.