Daniel Teixeira/Divulgação
Daniel Teixeira/Divulgação

Corintianos elogiam e admitem superioridade do Sport após derrota

Tite e Fagner reconhecem que pernambucanos mereceram vencer

O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2015 | 19h27

Os corintianos não deixaram a Arena Pernambucano procurando desculpas para uma derrota. Ao contrário, saíram reconhecendo a força e superioridade do Sport, merecedor da vitória por 2 a 0 neste domingo, que impediu o atual campeão de bater o recorde de pontos de um time numa única edição - o Corinthians soma 80 pontos, como o Cruzeiro de 2014.

"Não conseguimos acertar a marcação, o Sport é um time de muita qualidade, que sai tocando a bola desde o goleiro e fez tudo bem feito hoje", assumiu o lateral-direito Fagner. "Uma hora ia acontecer (a derrota corintiana, após 10 rodadas). Não conseguimos encaixar a marcação e o Sport fez um grande jogo", enfatizou.

O técnico Tite foi além. E rasgou elogios ao Sport, para ele um dos, senão a mais complicado adversário enfrentado no Brasileirão. "O Sport surpreendeu só a quem não observa e não vê desempenho. Mas não tenho de analisar o Sport, apenas enaltecer o trabalho do Falcão, também do Eduardo Batista e a qualidade dos atletas. É um time que joga forte com dois homens de beirada ,flutuando, tem mecânica, boa movimentação...", discursou o treinador corintiano, que ainda exaltou o trabalho do meio Diego Souza.

Tite admitiu que a derrota e o sofrimento do Corinthians em campo também se deram por causa das muitas mudanças na escalação. "Sofremos por jogar com outras peças, a cordenação de movimento não são as mesmas. E quando enfrenta uma equipe com qualidade, como Sport, sofre um pouquinho mais", observou. "A qualidade fez o Sport levar vantagem no jogo e traduzir no placar."

Diante do Avaí, na última rodada, na Arena Corinthians, o técnico terá de mexer novamente na equipe. O meia Jadson levou o terceiro cartão amarelo e é desfalque certo.


Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthiansSport

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.