Divulgação
Divulgação

Sport sai na frente, mas cede empate à Ponte e estaciona no 7º lugar

Borges faz no fim e estraga a festa dos pernambucanos com o 1 a 1

Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2015 | 18h49

Na briga pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro, o Sport não teve uma boa atuação e empatou com a Ponte Preta por 1 a 1, neste domingo à tarde, pela 19.ª rodada, a última do primeiro turno, na Ilha do Retiro. Além de não se reabilitar da derrota para o Corinthians, por 4 a 3, no meio de semana no Itaquerão, em São Paulo, o time pernambucano se manteve fora do G4, com 31 pontos, em sétimo lugar, e agora está há cinco jogos sem vencer. Tem a mesma pontuação de Palmeiras e São Paulo, mas perde pelo número de vitórias: 9 a 7.

A Ponte Preta vinha de duas vitórias em casa - 1 a 0 sobre o Flamengo e 2 a 0 em cima do Avaí - e chegou aos 26 pontos, em nono lugar. O time continua invicto sob o comando de Doriva, que substituiu Guto Ferreira. Apesar de no confronto geral a Ponte Preta ter vantagem em cima do Sport no Brasileirão, com cinco vitórias, três derrotas e dois empates, nunca o time paulista venceu o pernambucano em Recife. E desta vez começou em desvantagem já no aquecimento, quando o volante Josimar sentiu uma indisposição, com dores no peito, e foi substituído por Elton.

E logo nos primeiros minutos, o time da casa saiu na frente. André tentou iniciar a tabela com Diogo Souza de calcanhar, mas a bola tocou nos dois zagueiros paulistas. A sobra ficou com André, que tocou de lado para Diego Souza, livre na pequena área, e que só empurrou para as redes. Isso aos nove minutos.

A Ponte não mudou seu estilo de jogo, marcando bem no meio-campo e tentando usar a velocidade pelas laterais. Até chegou na frente, mas sem chance real para empatar.

No segundo tempo o jogo ficou mais aberto. Aos 17 minutos, Bady perdeu uma chance incrível para empatar. Após jogada de Elton e passe açucarado de Keno, o meia chutou por cima do travessão, embora estivesse na pequena área. Aos 20 minutos, num contragolpe, o Sport devolveu. Rithely fez o passe para André, que sozinho, na marca do pênalti, isolou a bola nas arquibancadas.

Uma chance perdida para cada lado e no mais cada time tentou se segurar como pôde. Ninguém se arriscou. A Ponte, com maior volume, esperava uma chance para empatar e o Sport, cansado, uma chance para ampliar. Debaixo de chuva, melhor para a Ponte, que empatou aos 36 minutos. Keno fez o passe curto para Gilson, que desceu pelo lado esquerdo e levantou para o outro lado. O "matador" Borges cabeceou no canto. A bola tocou no pé da trave e entrou. Empate justo e com jogo limpo, sem nenhum cartão amarelo.

Na abertura do returno, o Sport vai sair contra o Figueirense, sábado, às 21 horas. A Ponte Preta vai receber o Grêmio, domingo, às 11 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Antes disso, quarta-feira, em casa, o time paulista estreia na Copa Sul-Americana contra a Chapecoense, no jogo de ida, às 22 horas. O Sport vai pegar o Bahia, em Salvador.

FICHA TÉCNICA:

SPORT 1 X 1 PONTE PRETA

SPORT - Danilo Fernandes; Ferrugem, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Diego Souza, Marlone (Neto Moura) e Élber (Régis); André (Hernane Brocador). Técnico: Eduardo Baptista.

PONTE PRETA - Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Pablo e Gilson; Fernando Bob, Elton e Bady (Felipe); Felipe Azevedo (Keno), Borges e Cesinha (Leandrinho). Técnico: Doriva.

GOLS - Diego Souza, aos nove minutos do primeiro tempo; Borges, aos 36 do segundo.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (SC).

RENDA - R$ 398.030,00.

PÚBLICO - 15.595 pagantes.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Ilha do Retiro, em Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSportPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.