Reprodução/Twitter/Sport
Reprodução/Twitter/Sport

Sport supera o Paraná fora de casa e entra no G-4 da Série B

Hernane Brocador, aos 13 minutos do primeiro tempo, fez o gol da vitória em Curitiba

Redação, Estadão Conteúdo

27 de julho de 2019 | 00h19

O Sport estragou a possibilidade de o Paraná assumir a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, o time pernambucano o venceu por 1 a 0, no estádio Durival Britto, em Curitiba, pela 12.ª rodada, e ainda aproveitou para entrar no G4 da segunda divisão.

O Paraná vinha de seis jogos sem derrota, sendo cinco vitórias seguidas, mas sucumbiu para o rubro-negro pernambucano e segue com 22 pontos, em segundo lugar. O Sport, por sua vez, chegou aos 21, em quarto. Os dois times, no entanto, podem ser ultrapassados no decorrer da rodada. Ponte Preta (19), que enfrenta o Vitória, fora de casa, e Londrina (20), adversário do Oeste, são as duas equipes que podem deixar a dupla para trás.

No Paraná, a noite era dos sonhos. Estádio lotado, time considerado o ideal pela comissão técnica e muita festa antes da bola rolar. Quando o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima (RS) autorizou o início de jogo, o Sport não estava disposto a entrar na festa e transformou o jogo em pesadelo para os donos da casa.

Os pernambucanos começaram a partida com atitude, pressionando no campo de ataque e arriscando. Encurralado, o Paraná tentou usar a jogada de bola parada para sair de trás, mas Fernando Neto errou cabeceio dentro da área e perdeu boa chance. Bom para o Sport, que logo em seguida abriu o placar. Aos 11 minutos, Ezequiel recebeu de Leandrinho dentro da área e foi derrubado. Pênalti. Hernane Brocador foi para a cobrança devagar, mas venceu Tiago Rodrigues e marcou, encerrando um jejum de seis jogos sem marcar.

Com volume de jogo, o Paraná tentou reagir. O time curitibano, no entanto, encontrou dificuldades para superar o bloqueio imposto pelo adversário. Na única jogada que teve participação dos seus dois principais jogadores, quase empatou. Fernando Neto se desvencilhou da marcação e deixou para João Pedro. O meia arriscou de fora da área e carimbou o travessão de Maílson.

O restante do primeiro tempo teve muita briga e pouco futebol. Na tentativa de fazer pressão, o Paraná voltou a ficar com a bola, mas não encontrou espaço entre as faltas duras e discussões dos dois lados.

Em uma das brigas que marcaram a reta final da primeira etapa, o duelo ficou parado por quatro minutos e teve três cartões amarelos. Nem mesmo os dez minutos de acréscimos foram suficientes para garantir o empate do Paraná, que praticamente não finalizou ao gol de Maílson.

O Paraná voltou mais aberto para o segundo tempo, com o atacante Ramon na vaga do volante Itaqui. Tentando imprimir um ritmo forte, os donos da casa tiveram a chance de empatar no começo com o próprio Ramon. Jenison ganhou na velocidade e cruzou rasteiro para o atacante, que não conseguiu desviar dentro da pequena área.

O Sport teve ainda mais espaço para contra-atacar. Primeiro, Guilherme apareceu nas costas da defesa, mas finalizou fraco de perna esquerda. Na sequência, em outra chegada em velocidade, Ronaldo ficou com a bola na entrada da área e bateu firme, carimbando a trave de Thiago Rodrigues.

Apesar das chances criadas, o Sport foi recuando com o passar do tempo e deu campo para o adversário jogar, mas sem conseguir contra-atacar. Isto fez com que o Paraná crescesse, ainda que sem finalizar contra o gol. Em uma das vezes que levou perigo, Guilherme Santos emendou chute de fora da área após rebote de cruzamento, mas mandou pelo lado direito. O Paraná seguia insistindo e novamente quase empatou aos 40 minutos.

Em boa escapada pela esquerda, João Pedro cruzou para trás e Ramon deu um leve desvio. Maílson vinha sendo pego no contrapé, mas conseguiu voltar a tempo e mandar para escanteio. Mesmo com quatro minutos de acréscimos e muita pressão, o Paraná não encaixou no ataque e o placar foi mantido.

O Sport volta a campo na próxima segunda-feira contra o Guarani, às 20 horas, na Arena Pernambuco. O Paraná jogará no dia seguinte contra um rival estadual, o Londrina, às 19h15, no Estádio do Café, no Norte do Paraná.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ 0 X 1 SPORT

PARANÁ - Tiago Rodrigues; Eder Sciola, Eduardo Bauermann, Rodolfo e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Itaqui (Ramon) e Fernando Neto (Caio Monteiro); João Pedro, Bruno Rodrigues e Jenison (Rodrigo Porto). Técnico: Matheus Costa.

SPORT - Maílson; Norberto (Raul Prata), Adryelson, Rafael Thyere e Guilherme Lazaroni; Ronaldo Henrique, Charles e Leandrinho (Sammir); Ezequiel, Guilherme e Hernane Brocador (Elton). Técnico: Guto Ferreira.

GOL - Hernane Brocador, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

CARTÕES AMARELOS - Guilherme Santos, Eduardo Bauermann, Rodolfo e Rodrigo Porto (Paraná); Hernane, Ronaldo, Norberto, Charles e Raul Prata (Sport).

RENDA - R$ 239.550,00.

PÚBLICO - 9.706 torcedores

LOCAL - Estádio Durival Britto, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.