Sport vence Atlético-PR em Curitiba

O Sport Recife abriu boa vantagem na disputa de uma vaga nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, ao vencer o Atlético Paranaense, por 3 a 2, nesta quarta-feira à noite, na Arena da Baixada, em Curitiba. Com mais técnica, o time pernambucano dominou o primeiro tempo, quando chegou ao placar de 3 a 0. Mal postado técnica e taticamente, sem força ofensiva e completamente perdido no setor defensivo, o time paranaense conseguiu criar alguma coisa somente nos 30 minutos finais da segunda etapa, quando evitou a eliminação prematura da Copa do Brasil. O Atlético mostrou sua deficiência defensiva logo a 6 minutos. O zagueiro Rogério Corrêa deu espaço para Nildo, que entrou como quis pelo lado direito de seu ataque, após receber passe de Fernando César, e tocou na saída de Diego para fazer o primeiro gol. Forte na marcação, o Sport não permitia que o Atlético progredisse. E quando os atacantes ficavam com a bola, erravam os chutes para o gol. Aos 16 minutos, o zagueiro Daniel errou e entregou a bola para Cléber acertar um forte chute, vencendo novamente o goleiro atleticano. Com a boa vantagem, o Sport passou a tocar a bola, enquanto o Atlético não conseguia acertar mais que três passes. Aos 33 minutos, nova falha, desta vez do goleiro Diego. Ele bateu roupa numa cobrança de falta soltando a bola nos pés de Valdir Papel, que fez o terceiro. Os torcedores atleticanos esqueceram o jogo e passaram a protestar contra a má apresentação do time. O time paranaense acordou somente aos 15 minutos do segundo tempo, quando Ilan aproveitou um cruzamento de Alessandro para descontar de cabeça. Um minuto depois, em novo cruzamento, dessa vez de Fabrício, o mesmo Ilan tocou de cabeça e venceu Maizena. Na vontade, o Atlético tentou forçar para conseguir o gol de empate, mas o Sport soube se defender e levar a vantagem para o jogo decisivo em casa. Ficha Técnica: Atlético Paranaense: Diego; Igor, Daniel (Rodrigo) e Rogério Corrêa; Alessandro, Cocito, Fabrício (Fabinho), Adriano e Ivan; Ilan e Paulo Santos (Dagoberto). Técnico: Osvaldo Alvarez. Sport: Maizena; Carlinhos, Gaúcho, Marcão e Juninho Goiano; Ataliba, Fernando César, Cléber e Nildo (Djalma); Valdir Papel (Everton) e Adriano Chuva. Técnico: Hélio dos Anjos. Gols: Nildo a 6, Cléber a 18 e Valdir Papel aos 33 minutos do primeiro tempo; Ilan a 15 e 16 do segundo. Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP). Cartão amarelo: Juninho Goiano, Fernando César, Marcão, Nildo, Cocito e Ivan. Local: Arena da Baixada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.