Sport vence e adia festa do Palmeiras

O Sport Recife conseguiu a primeira vitória no quadrangular final da Série B do Campeonato Brasileiro - 3 a 1, contra o Botafogo, hoje à tarde em Recife -, manteve as chances de voltar à Primeira Divisão e adiou o sonho do Palmeiras. Agora, o time de Hélio dos Anjos tem quatro pontos, enquanto os cariocas permanecem com cinco. Palmeiras (7 pontos) e Marília (2 pontos) jogam neste sábado à noite, no Parque Antártica. O Sport marcou três mas poderia ter feito muito mais. Comandou todo o primeiro tempo e teve as melhores oportunidades, favorecida pela falta de audácia do técnico do Botafogo, Levir Culpi. O treinador, que havia prometido um esquema 4-4-2, jogou com o volante Fernando recuado, formando uma linha de três zagueiros, e liberou o lateral Jorginho Paulista, que atuava como um meia. Para completar, a pressão imposta pelo Sport fazia com que o Botafogo se defendesse. Os homens de meio-de-campo da equipe de Hélio dos Anjos facilitavam as chegadas dos atacantes Valdir Papel e Ricardinho. Cléber e Nildo arriscavam chutes perigosos de fora da área. Aos poucos, a resistência carioca foi cedendo. Aos 17 minutos, Ricardinho fez fila na defesa botafoguense, deixou três adversários pra trás e cruzou rasteiro para Valdir Papel apenas tocar para o gol: 1 a 0. Nem mesmo o gol do Sport foi capaz de mudar a atitude de Levir Culpi. O Botafogo insistia em um esquema 3-5-2 e assistia o Sport chegar com facilidade. Na segunda etapa, o Botafogo conseguiu ser pior. Antes do primeiro minuto, Valdir Papel recebeu dentro da área, cortou o zagueiro e chutou. A bola desviou em Sandro e matou qualquer ação do goleiro Max: 2 a 0. Levir Culpi sacou o zagueiro Gilmar e colocou o meia Almir como demonstração de audácia. O meia melhorou o ataque carioca. Acertou uma bola na trave após cruzamento de Daniel e, aos 43, marcou um golaço, com um toque colocado no canto esquerdo de Maizena - a bola ainda bateu no goleiro antes de entrar. Almir foi o único que se destacou. O medo de Levir Culpi impossibilitava o Botafogo de qualquer reação. O Sport apenas forçou um pouco mais para chegar ao terceiro gol. Weldon fez grande jogada pela direita e tocou para Ricardinho, livre, marcar na saída de Max. O Botafogo havia fracassado no Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.