STJ mantém a anulação dos 11 jogos

O Superior Tribunal Justiça (STJ) manteve hoje, provisoriamente, a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que anulou as 11 partidas sobre suspeita de manipulação pela ?Máfia do Apito?. A ministra Nancy Andrighi não acatou duas ações que a Justiça do Rio Grande do Sul deferiu e que revalidavam os confrontos. Em seu site oficial, o STJ explicou que a ministra Nancy decidiu interromper os efeitos das duas ações da justiça gaúcha até que os fatos ?sejam devidamente apurados pelas autoridades competentes?. No final do mês passado, o STJ já havia se declarado incompetente para julgar as ações contrárias à decisão do STJD. Na ocasião, o STJ explicou que a justiça do Rio de Janeiro, onde estão as sedes do STJD e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é quem possui competência para julgar os casos referentes ao Campeonato Brasileiro. E, na cidade carioca, tanto o tribunal desportivo quanto a entidade máxima do futebol brasileiro, já estão impedidos por uma liminar obtida por torcedores de Flamengo, Fluminense e Botafogo de revalidarem os jogos.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2005 | 20h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.