STJD ameaça suspender o Paysandu

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luiz Zveiter, confirmou nesta sexta-feira que o Paysandu pode ser suspenso da disputa do Campeonato Brasileiro na próxima semana. ?A suspensão pode durar um ou dois dias, uma semana ou até o fim da competição", disse Zveiter. O tribunal solicitou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) o envio da documentação dos jogadores do time paraense que estariam irregulares por causa de uma falha do presidente do Paysandu, Artur Tourinho. Ele assinou a transferência de três atletas equivocadamente (Aldrovani, Júnior Amorim e Borges Neto) - pois está suspenso por 120 dias pelo STJD. Por conta disso, o Corinthians entrou com uma ação pedindo os pontos da partida em que empatou com a equipe do Pará, por 2 a 2, dia 17. Caso seja comprovado que o presidente do Paysandu tenha realmente assinado a transferência desses atletas, o clube ficará automaticamente impossibilitado de atuar. ?A suspensão ao clube é iminente. E só poderá ser cancelada se o dirigente deixar o cargo", prosseguiu Zveiter. O dirigente do Paysandu alega ter assinado os papéis amparado por uma decisão da Justiça Comum, o que contrariou ainda mais os auditores do STJD. Ele também vai a novo julgamento pela Justiça Esportiva.

Agencia Estado,

22 de agosto de 2003 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.