STJD cancela punição de presidente do Corinthians

Andrés Sanchez não terá de cumprir a suspensão de 30 dias imposta por atraso em jogo do Brasileirão

Agência Estado,

28 de fevereiro de 2008 | 17h33

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva cancelou nesta quinta-feira a suspensão de 30 dias do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, devido ao atraso na entrada em campo do time no jogo contra o Grêmio, pela última rodada do Brasileirão de 2007. Veja também: Herrera: 'Ainda não me sinto titular do Corinthians' Corinthians e Palmeiras devem jogar com seus uniformes 3 no clássico? Mano Menezes esconde time do Corinthians para o clássico O clube paulista usou o artifício para saber o resultado de Goiás x Internacional - confronto que interessava na luta contra o rebaixamento - antes do fim da partida que disputava no Olímpico. O gerente de futebol João Roberto de Souza, o Beto, também foi julgado e teve a pena de 30 dias mantida. Andrés e Beto vinham atuando normalmente graças a uma liminar. A multa imposta ao Corinthians também foi diminuída no julgamento - caiu de R$ 35 mil para R$ 18 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAndrés SanchezSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.