Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

STJD confirma que vai investigar cartão dado a Valdivia

Justiça Desportiva vai avaliar conduta do jogador na partida contra o Paraná

CIRO CAMPOS, Agência Estado

12 de agosto de 2013 | 12h05

SÃO PAULO - A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou nesta segunda-feira que vai avaliar a conduta do meia Valdivia, do Palmeiras, durante a vitória sobre o Paraná, no último sábado, no Pacaembu, pela Série B. O jogador forçou o terceiro cartão amarelo ao sair de campo lentamente quando era substituído e, assim, vai cumprir suspensão automática nesta terça-feira, quando o time visita o Joinville. No entender do tribunal, o chileno pode ter assumido conduta contrária à disciplina e à ética esportiva.

"Já pedimos as imagens do jogo e vamos começar a avaliar o caso ainda nesta semana", contou o procurador do STJD, Paulo Schmitt. "Não há prazo para julgamento, mas o Valdivia pode ser denunciado no artigo 258 e ficar de fora de um a dez jogos", explicou. Ao sair de campo, o meia confessou para as emissoras de televisão que levou o cartão amarelo porque quis. "Falei para o juiz: ''Se eu demorar para sair você vai me dar cartão?''. Então beleza", afirmou.

Mesmo se não tivesse levado o terceiro amarelo, Valdivia não jogaria nesta terça-feira. Ele embarcou domingo para a Dinamarca, onde vai defender a seleção chilena em amistoso contra o Iraque. Mas, com a suspensão automática, o jogador deixa de estar "pendurado" com dois cartões e está livre para atuar no próximo sábado pelo Palmeiras, no jogo contra o Paysandu, em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasValdiviaSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.