STJD indefere liminar do Santos

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luís Zveiter, negou nesta quinta-feira a liminar pedida pelo Santos com o objetivo de suspender a segunda partida entre Corinthians e Botafogo pela decisão do Campeonato Paulista. A alegação do Santos é que o time de Parque São Jorge cometeu uma irregularidade no segundo jogo entre as duas equipes na semifinal em que Ricardinho e Maurício utilizaram o ponto eletrônico para receberem instruções do técnico Wanderley Luxemburgo.Zveiter negou a liminar por não considerar o fato "relevante??. Disse que o Santos deveria ter entrado pelos meios normais da Justiça Desportiva. No entanto, deu seqüência ao mandado de garantia, que é um recurso que garante o direito do Santos, caso mais a frente o time ganhe alguma ação. Mas isso não deve acontecer, pois a Fifa proibiu de forma oficial o ponto eletrônico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.