YouTube/Reprodução
YouTube/Reprodução

STJD interdita Serra Dourada e denuncia Goiás e Vila Nova após briga

Clássico goiano válido pela Série B do Brasileiro teve confusão e morte de um torcedor nas arquibancadas do estádio

Estadão Conteúdo

28 de junho de 2017 | 22h46

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Ronaldo Botelho Piacente, decidiu interditar o estádio Serra Dourada após confusão envolvendo torcedores de Goiás e Vila Nova, no sábado passado, em jogo válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. Os dois clubes foram denunciados pelo tribunal nesta quarta-feira.

Piacente decidiu interditar o local a pedido da Procuradoria, em razão da confusão ocorrida logo após o fim da partida de sábado. Torcedores dos dois times se enfrentaram nas arquibancadas e até invadiram uma área já interditada - a geral.

No pedido de interdição, a Procuradoria alegou que o "local da geral, interditada, mas de facílimo acesso, foi transformada em cenário de selvageria. Enquanto for possível, ou ao menos, fácil, o acesso à geral, não haverá segurança no estádio".

A interdição deve ser levantada caso os clubes consigam impor uma barreira física para o acesso do local nas arquibancadas. Piacente afirmou que o estádio só será liberado após vistoria realizada pela CBF.

No sábado, torcedores das duas equipes invadiram o local interditado e entraram em confronto. Imagens da TV mostraram um torcedor sendo vítima de espancamento enquanto estava desacordado no chão, além de outras cenas de violência.

Individualmente, Goiás e Vila Nova foram denunciados e podem perder mandos de campo e ainda podem sofrer multas que variam de R$ 100 a R$ 100 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.