Matheus Dias-FFC
Matheus Dias-FFC

STJD intima Figueirense, mas desagrada ao Londrina em questões da Série B

Time paranaense pede punição ao clube catarinense, que se for punido, será rebaixado para a Série C do Brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2020 | 18h42

O imbróglio entre Figueirense e Londrina, referente à última edição do Campeonato Brasileiro da Série B, ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) optou por arquivar parte da ação movida pelos paranaenses.

O clube londrinense pede que a instituição catarinense seja punida por falta de pagamentos salariais, o que resultaria em perda de pontos e consequente rebaixamento alvinegro para a Série C. Aliás, o tribunal exigiu explicações do Figueirense referentes justamente ao Fair Play financeiro.

No processo, o Londrina afirma que o Figueirense teria assinado "acordos ilusórios com os atletas, que foram até homologados na Justiça do Trabalho, mas que jamais foram cumpridos".

A Procuradoria, portanto, entende que "mesmo que duvidosa a legitimidade do Londrina e mesmo não havendo provas cabais de coação do Figueirense, mas por se tratar de infração de elevada gravidade", o clube catarinense precisa se manifestar em até três dias e comprovar se quitou os salários atrasados.

Dessa forma, a tendência é que o Londrina recorra da decisão, enquanto o Figueirense deverá se movimentar para comprovar os pagamentos.

Entenda o caso do Figueirense

As acusações tratam do WO do Figueirense, que não entrou em campo em partida contra o Cuiabá, pela 17ª rodada da última edição do Campeonato Brasileiro da Série B. Segundo o Londrina, houve uma irregularidade, já que o clube catarinense perdeu apenas os pontos do duelo, que foi decretado como vitória do Cuiabá por 3 a 0.

Na visão da equipe paranaense, o time de Florianópolis deveria ter o jogo considerado como uma derrota e ainda perder mais pontos. O Figueirense foi 16º colocado na tabela de classificação, com 41 pontos, dois a mais que o Londrina, 17º colocado e que abriu a zona de rebaixamento para a Série C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.